Quarta-feira, 9 de Maio de 2012
Love story: todo o filme num minuto



Gosto muito de boa publicidade, de grandes histórias e grandes aventuras contadas em poucos segundos. Depois de trabalhar com a equipa de cinema da Take it Easy, com quem filmei e produzi toda a série Feitos em Portugal, realizada pelo Marco Espírito Santo, fiquei mais próxima da nata de realizadores, editores e produtores que povoam o espaço da Take, aquela espécie de laboratório de ideias, de onde saem grandes, pequenas e médias produções super criativas. Esta proximidade e esta amizade que ficou entre todos, bem como esta sintonia com a marca de uma produtora com quem me identifico do ponto de vista conceptual e estético, faz com que olhe para a publicidade que sai da Take com outros olhos. Depois do filme espectacular do rapaz voador, filmado na África do Sul, no cimo daqueles rochedos inóspitos e fabulosos, a vodafone encomendou mais uma produção. Ouvi a equipa falar de um cão-actor e soube pelo próprio Miguel Coimbra, o autor e realizador deste e do outro filme, que tinha que ser um 'actor' profissional. Agora que vi a performance do cão-actor e todo o enredo da história, cheia de pormenores e micro-detalhes que revelam a sensibilidade e a originalidade de quem filmou, realizou e editou, dou os parabéns a toda a equipa pela qualidade, pela inspiração, pelo suplemento de ternura, pela surpresa e ... pela contratação do cão improvável. Grande pinta, excelente trabalho! Adoro o cão dentro do autocarro, mais o instante de dúvida que fica no ar quando uma caniche elegante se atravessa no seu caminho, e outros frames tão divertidos como inesperados que fazem a diferença nesta história de amor contada em apenas um minuto. 
publicado por Laurinda Alves às 23:43
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 4 de Maio de 2012
Feitos à mão, feitos em Portugal, feitos para nós e por nós



Já publiquei este vídeo no meu facebook, mas importo-o também para aqui por mostrar com detalhe e arte como são as mãos dos artesãos, os gestos dos que desenham e cosem, a precisão milimétrica com que cortam e recortam, o engenho com que agrafam e encaixam, o olhar cuidadoso com que juntam as peças e cuidam dos pormenores finais. Fazer bem feito devia ser uma paixão, uma condição própria da raça humana, uma espécie de desígnio ou inclinação natural. Sabemos que não, e pior ainda quando as máquinas substituem os homens. Felizmente ainda há quem aposte nos que sabem e gostam de fazer bem feito, nos que aprenderam com as gerações passadas e vão deixar herança às gerações futuras. Um dia vi um homem cortar com as suas mãos uma folha de madeira que pendurou ao alto e seixou secar até começar a arredondar, para depois serrar, lixar, colar, envernizar e ter uma guitarra pronta a entregar. Nunca esqueci o olhar demorado e os gestos apaixonados com que construiu aquela guitarra única. Olho para este filme e vejo nestes homens, nas mãos visíveis e invisíveis, a mesma entrega e devoção. Não fazem guitarras portuguesas, mas são portugueses e fazem alguns dos melhores sofás do mundo. Com a nossa marca
publicado por Laurinda Alves às 00:16
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quarta-feira, 2 de Maio de 2012
7º episódio: Vera Cortês e Miguel Pina Martins
publicado por Laurinda Alves às 00:01
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 30 de Abril de 2012
Solidariedade entre gerações


Neste Ano Europeu do Envelhecimento Activo e da Solidariedade Entre Gerações todos não seremos demais para estarmos atentos aos mais frágeis que andam à nossa volta e para os envolvermos em projectos que aproximem as gerações e reforcem os laços entre mais novos e mais velhos. Já falei aqui do lançamento do livro Entre Gerações, que fiz com a Isabel Pinto para a Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito do Programa de Desenvolvimento Humano, e agora deixo aqui o resumo do lançamento do livro, apresentado pelo Mário Crespo, por mim e pela Isabel Pinto. Passar palavra sobre esta e outras causas é importante.
publicado por Laurinda Alves às 00:05
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 27 de Abril de 2012
Dialogue Cafe e Nações Unidas na Gulbenkian




Finalmente posso começar a dar as boas notícias que anunciei sobre o meu novo desafio com a Fundação Calouste Gulbenkian: convidaram-me a

ser manager do Dialogue Cafe, projecto altamente inovador do Diogo Vasconcelos, da Cisco e das Nações Unidas, apoiado por um conjunto expressivo de Fundações e organizações, entre as quais a própria Gulbenkian. Ser chamada a dar um contributo na concretização deste sonho do Diogo Vasconcelos comove-me profundamente por ser a herança de um visionário que era, também, um amigo. Devo ao Diogo a coragem e a força necessárias para me aventurar no mundo digital e inaugurar uma nova era na minha vida. Tivemos muitas conversas ao longo dos seus últimos 5 anos de vida, umas longas e outras breves, mas todas elas marcantes e transformadoras. Falámos vezes sem conta sobre a virtude e alcance do Dialogue Cafe e graças a esta amizade e proximidade ganhei uma nova consciência desta realidade real-virtual. Na altura em que falávamos sobre este e outros projectos não podia adivinhar que o Diogo partiria cedo demais, nem imaginava que meses depois seria chamada a dar sequência ao Dialogue Cafe. Neste momento já há mais de uma dezena de DC espalhados pelo mundo, de Lisboa a Cleveland, de Amsterdão a Ramallah, do Rio a Beirute, passando naturalmente por Paris e Londres. Em breve haverá Dialogue Cafe nos 5 continentes, para que pessoas de diferentes culturas e diferentes civilizações se possam encontrar à mesma mesa e, como dizia o Diogo, ter uma janela aberta sobre o mundo. Através do sistema de Telepresença da Cisco, pessoas e organizações de todas as áreas podem trocar experiências, produzir conhecimento e criar projectos em conjunto. O DC é uma plataforma mundial para a inovação social, um grande projecto que utiliza tecnologia de ponta de videoconferência e um meio de passar palavra na sociedade civil, entre gente de todo o mundo. A mim cabe-me ser manager-curator-gatekeeper do Dialogue Cafe em Lisboa, e em breve voltarei ao tema para explicar como é que pessoas singulares, associações e instituições com projectos construtivos e iniciativas transformadoras com impacto social se podem encontrar no DC. Para já posso garantir que tudo isto é mesmo um sonho tornado realidade.




publicado por Laurinda Alves às 00:18
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Quinta-feira, 26 de Abril de 2012
Agora sim, o 6º episódio online e integralmente visível


Mesmo sem culpas, peço desculpas aos leitores do blog e, de forma especial à Mariana de Castro e ao Helder Lima, meus entrevistados, pela falha técnica no upload do programa que impedia o visionamento a partir dos 4'40". Agora já pode ser visto sem quaisquer problemas e tal como tinha escrito nos posts anteriores, aconselho vivamente esta dupla de entrevistados, pois a combinação do seu duplo testemunho é fascinante e muito interpeladora.
publicado por Laurinda Alves às 15:36
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 23 de Abril de 2012
As Naturezas Mortas de Luís Castro Lopo

 

Fui à inauguração da Exposição de Pintura de Luís Castro Lopo, na Galeria de São Francisco, no Chiado, e não resisto a publicar aqui a imagem de um dos seus quadros. Adorei todas as Naturezas Mortas deste pintor, o que quer dizer que gostei de todos os quadros expostos, sem excepção. São lindos, de uma beleza e de uma depuração extraordinária, muito poética e exaltante. Se puderem, não percam esta exposição que se pode ver até ao fim do mês de Maio na Rua Ivens, 40. Muitos parabéns ao Luís Castro Lopo, que conheci pessoalmente na inauguração. Impressionou-me a beleza da pintura e a sensibilidade do olhar.   

publicado por Laurinda Alves às 15:54
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 20 de Abril de 2012
Helder Lima e Mariana Gray de Castro, imperdíveis amanhã!

Helder Lima, skater profissional e ex-campeão nacional, é o primeiro entrevistado de amanhã, no programa Feitos em Portugal. Adorei a alegria e a espontaneidade do Helder, mas também a profundidade a que ele vai nas conversas. Diz coisas maravilhosas que ficam a fazer eco em nós. A Mariana de Castro foi uma das grandes descobertas desta série: inpsirada e inspiradora, muito eloquente e contagiante, esta especialista em Fernando Pessoa, Shakespeare e Oscar Wilde só diz coisas novas e interessantes. Não podem perder este episódio, nem pelo Barça x Real Madrid! Ponham a gravar ou vejam depois aqui no blog ou, para quem é mais fã do facebook, na minha página ou na página dos Feitos em Portugal. Bom fim-de-semana!

 

 

publicado por Laurinda Alves às 11:29
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 18 de Abril de 2012
Mais voluntários para limpar esta praia precisam-se!

 

Esta fotografia tem um ano e foi tirada depois deste grupo de voluntários ter passado a praia de Carcavelos a pente fino para recolher todo o lixo que havia na areia. Como a operação de limpeza Don't Stop Carcavelos foi um sucesso, este ano vão repetir a acção ecológica já no próximo sábado, dia 21, entre as 10h e o meio-dia e precisam de mais voluntários, até para poderem combinar futuras actividades. Conheço alguns destes teenagers porque foram meus alunos de uma turma de Comunicaçao no Colégio Planalto e posso garantir que são cinco estrelas. Todos, sem excepção, a começar pelo Juan Teles da Silva, o organizador-impulsionador deste voluntariado, que está de pé na fotografia e tem a T-shirt azul-claro. Se pensarmos que começaram este voluntariado aos 16 anos por iniciativa própria, sem estarem ligados a nenhum movimento ou associação ambiental, percebemos ainda melhor a qualidade humana e o espírito cívico destes miúdos. Tenho pena de não estar em Lisboa, porque senão também ia ter com eles para ajudar. Como vou estar no Porto é impossível participar desta vez, mas espero que consigam juntar muitos e bons voluntários de todas as idades e origens por uma causa que é de todos e pode dar ideias a muitos outros. Este grupo tem esta página no facebook e deixo aqui o link: http://www.facebook.com/events/149302471866231/

publicado por Laurinda Alves às 00:58
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 16 de Abril de 2012
Valsa de Irritação após um toque Nokia na plateia


Marc-André Hamelin, pianista super virtuoso e compositor prodigioso, compôs esta pequena peça depois de um recital em que se ouviu na plateia um toque de telemóvel. Não se consegue imaginar nada pior durante um concerto, mas ainda há quem se esqueça que tem um telemóvel ligado no bolso. Muito mau. Hoje em dia é tão frequente que outros músicos improvisam os toques Nokia instantaneamente. Foi o caso de um violinsita que tocava numa Sinagoga em Presov, na República da Eslováquia. A boa notícia para mim esta semana é que vou ao Porto ouvir o Marc-André Hamelin tocar na Casa da Música. Grande pinta. O meu filho não pode ir e está a morrer de inveja. Percebo-o.




publicado por Laurinda Alves às 00:01
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
.pesquisar
 
.tags

. todas as tags

.posts recentes

. O BENTO E A CARMO HOJE EM...

. HOJE NO PORTO: SOBREVIVER...

. Dias de actividade intens...

. Impossível resistir: a vi...

. Momentos únicos e pessoas...

. Al Jarreau, um músico ter...

. Assinei petição internaci...

. Poema do novo livro de Is...

. Livro de poemas com sabor...

. Último episódio da série ...

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds