Domingo, 6 de Janeiro de 2013
As cores da vida

 

Para começar bem a semana, aqui ficam fragmentos de um poema de Novalis, poeta de que tanto gosto:

 

(...)

Teremos de assumir sempre um tom grave?

Quem for demasiado velho para sonhar,

que evite os encontros de jovens.

(...)

As cores da vida:

quanto mais vivas, melhor.

 

in Fragmentos são Sementes, Novalis, Roma Editora

publicado por Laurinda Alves às 23:13
link do post | comentar | favorito
.pesquisar
 
.tags

. todas as tags

.posts recentes

. MUITO OBRIGADA A TODOS PE...

. CURSOS DE COMUNICAÇÃO NO ...

. Curso de Comunicação adia...

. Se tiver quorum ainda dou...

. O BENTO E A CARMO HOJE EM...

. HOJE NO PORTO: SOBREVIVER...

. MÃES QUE NÃO CHEGAM A VER...

. Esta miúda vai longe!

. Alegria!

. Ladrões e cavalheiros

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds