Quarta-feira, 4 de Julho de 2012
Mãe. Ou a rapariga do colar de pérolas.

 

Lembrei-me do célebre quadro de Vermeer, A Rapariga do Brinco de Pérola, ao olhar para a minha mãe sentada de costas para mim, com a sua pérola no fecho de um colar simples, de uma volta. Olho para a minha mãe e apesar dos seus cabelos brancos de avó, vejo sempre uma rapariga. Porque ela é uma eterna miúda na alegria, na transparência de coração, na pureza de alma e leveza com que atravessa a vida (especialmente quando a vida é pesada) e porque não importa a idade nem a geração, porque o coração dos homens e das mulheres realmente nunca envelhece. Aos 70 e aos 80 o coração ama da mesma maneira que amava aos 20 e aos 30, sofre com as mesmas coisas, toca-se, comove-se, alegra-se e dói como sempre aconteceu. Gosto desta ideia de podermos envelhecer por fora sem nunca nos tornarmos velhos por dentro. Obrigada, mãe, pelo seu exemplo.

tags:
publicado por Laurinda Alves às 10:24
link do post | comentar | favorito
13 comentários:
De mafalda a 4 de Julho de 2012 às 12:04
Também gosto dessa ideia, e também sinto o mesmo. Uma ternura a foto.
mafalda
De Concha a 4 de Julho de 2012 às 14:21
A foto é uma ternura e o post tocou-me por me fazer presente que na nossa verdadeira essência nunca deixamos de ser em tudo o que sempre fomos.
Beijinho e aproveite bem a companhia da sua Mãe.
De Joana Freudenthal a 4 de Julho de 2012 às 14:50
Abençoadas!
De an a 4 de Julho de 2012 às 22:27
Gostei da sua apreciação sobre a idade por dentro..., penso assim também.
Gosto do valor que dá à sua mãe, gosto do sorriso e do cabelo dela também, e, até do colar de pérolas simples, só de uma volta... -gosto muito de pérolas.
Já aqui mostrou o sorriso da sua mãe .É cativante.
Bom relacionamento mãe e filha, penso, será uma boa plataforma para a vida, "uma fortaleza"...
Parabéns para as duas!
De Teresa a 4 de Julho de 2012 às 23:19
Que durante muitos anos tenha oportunidade de acarinhar a sua mãe como tem feito.
São uma grande riqueza na nossa vida e é pena que, pela lei da vida, tenhamos um dia de ficar sem elas. Aproveite bem a sua - aperte-a, dê-lhe muitos beijos, sinta bem o seu calor, para poder continuar a senti-la . Sempre!!
Beijinho e abraço
Teresa (Tété)
De ana duarte a 5 de Julho de 2012 às 10:57
Obrigada Laurinda pelo seu testemunho de amor filial.
Obrigada mãe da Laurinda pelo exemplo de amor que foi capaz de transmitir à sua filha.
Que sempre sejam abençoadas,
Um beijinho.
De António Brazão a 5 de Julho de 2012 às 12:49
Bom dia Laurinda!

A sensibilidade é uma qualidade superior! Não a perca nunca.

Conhece o "Soneto do Aniversário". Acho que, também, poderia ilustrar a sua foto e o seu sentimento.

Abraço e espero que goste.

Aqui vai....
Soneto de aniversário

Passem-se dias, horas, meses, anos
Amadureçam as ilusões da vida
Prossiga ela sempre dividida
Entre compensações e desenganos.

Faça-se a carne mais envilecida
Diminuam os bens, cresçam os danos
Vença o ideal de andar caminhos planos
Melhor que levar tudo de vencida.

Queira-se antes ventura que aventura
À medida que a têmpora embranquece
E fica tenra a fibra que era dura.

E eu te direi: amiga minha, esquece...
Que grande é este amor meu de criatura
Que vê envelhecer e não envelhece.

((Vinicius de Moraes - Rio, 1942)

De Maria João de Ornelas Monteiro a 6 de Julho de 2012 às 23:03
Não estou 100% de acordo com o comentário pois acho que a idade e a experiência não nos tiram necessariamente frescura ou nos tornam menos vivos ou menos reactivos perante a vida, mas o olhar diferente que a experiência traz também influi na maneira de sentir.
Mas não é por pensar um bocadinho diferente que deixo de achar uma ternura o seu comentário :-)
Maria João
De Zilda Cardoso a 7 de Julho de 2012 às 10:59
Ultimamente tenho envelhecido muito, "apesar da minha idade". Por vezes, a vida é "tramada" e prega-nos cada partida!
Que bom ter assim uma relação!
Gostava muito de lhe apresentar o projecto da ReAge, intergeracional. Tenho a certeza de que se interessará por ele.
Saudades.
ZM
De Laurinda Alves a 9 de Julho de 2012 às 00:27
Querida Zilda, quero imenso saber detalhes sobre o reAge! Quanto a envelhecer, olho para si e não noto nada :) Abraço enorme
De numadeletra a 9 de Julho de 2012 às 17:08
Adorei e subscrevo.

Comentar post

.pesquisar
 
.tags

. todas as tags

.posts recentes

. MUITO OBRIGADA A TODOS PE...

. CURSOS DE COMUNICAÇÃO NO ...

. Curso de Comunicação adia...

. Se tiver quorum ainda dou...

. O BENTO E A CARMO HOJE EM...

. HOJE NO PORTO: SOBREVIVER...

. MÃES QUE NÃO CHEGAM A VER...

. Esta miúda vai longe!

. Alegria!

. Ladrões e cavalheiros

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds