Domingo, 6 de Maio de 2012
Mãe

 

Neste Dia da Mãe, de todas as mães do mundo, deixo o fragmento de um poema de amor de Isabel Monteiro, do seu livro Mãe Sem Fronteiras, que adapto ao amor que sinto pela minha Mãe e transformo numa dedicatória, que também é uma síntese:

 

E vieste

E ficaste

A envolver

A minha vida inteira

publicado por Laurinda Alves às 12:28
link do post | favorito
De vera maria a 7 de Maio de 2012 às 17:46
laurinda:

que pequeno poema mas tão grandioso de significado!
Gostei imenso de o ler, deu-me tranquilidade!
A sua mãe também parece muito tranquila e de bem com a vida.
Obrigada por este bom momento.
Veramaria.
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



.pesquisar
 
.Feitos em Portugal

Feitos em Portugal

.tags

. todas as tags

.portugueses sem fronteiras
.posts recentes

. MUITO OBRIGADA A TODOS PE...

. CURSOS DE COMUNICAÇÃO NO ...

. Curso de Comunicação adia...

. Se tiver quorum ainda dou...

. O BENTO E A CARMO HOJE EM...

. HOJE NO PORTO: SOBREVIVER...

. MÃES QUE NÃO CHEGAM A VER...

. Esta miúda vai longe!

. Alegria!

. Ladrões e cavalheiros

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds