Sexta-feira, 24 de Junho de 2011
8º: Ana Cardim, Pedro Carneiro, Sara Serpa e André Matos

Portugueses sem fronteiras 08 from AlvesLaurinda on Vimeo.

 

Eis o 8º episódio da série Portugueses Sem Fronteiras que passou ontem na RTP2 e repete esta tarde na 2, a partir das 19:15. O meu sofrimento com os problemas de som continua a ser profundo e penoso, mas é 'chover no molhado', como se costuma dizer. Embora eu não goste de expôr os outros no seu pior, assumo que a falha técnica do operador que captou o som dos entrevistados me enerva para lá dos limites e é grave do ponto de vista profissional. Para mim foi uma lição, e não volto a repetir o erro de confiar neste técnico que a Garage contratou, mas espero sinceramente que seja também uma lição para o próprio e também para a Garage, pois esta falta de profissionalismo compromete radicalmente a qualidade dos programas e interfere na compreensão das entrevistas. Ou seja, por causa de uma pessoa que não soube perceber o erro que estava a cometer, nem soube avaliar o que se estava a passar ao longo das viagens e filmagens, todos sofremos agora. Confesso que nunca me tinha acontecido, pois até aqui sempre trabalhei com profissionais competentes, em quem sempre pude confiar, e nunca me passou pela cabeça que um operador que todos os dias grava e logo a seguir ouve o que acabou de gravar, não perceba a tremenda falha que está a cometer. Continuo a abster-me de pronunciar aqui o nome desta pessoa, por acreditar que não falhou intencionalmente, mas quem está no meio sabe de quem estou a falar. Graças ao André Cruz, realizador, e aos técnicos de pós-produção audio e vídeo não perdemos todo o material, mas podia ter acontecido o pior uma vez que estamos a falar de viagens longas e curtas que não seria possível repetir. Enfim, mesmo sem culpas peço desculpa aos entrevistados e aos espectadores. A próxima série de programas vai ser feita com outra produtora e com técnicos de som especializados. Esta série foi aprovada ontem e estou muito contente por poder reparar esta falha, mas também por poder entrevistar portugueses com muitos talentos que vivem e trabalham em Portugal. Somos muito bons dentro e fora do país!

publicado por Laurinda Alves às 14:48
link do post | comentar | favorito
29 comentários:
De Paula Seixas a 24 de Junho de 2011 às 15:11
Boa Tarde Laurinda,
Obrigada pelo vídeo, logo já o vou ver em casa, com calma:-) Prefiro ver no portátil do que na tv:-)
Aproveito para lhe desejar um bom fim de semana, que dizem que vai ser muito quente:-)
E espero que o seu filho esteja a melhorar a cada dia:-)
Beijinhos.
Paula seixas
De Laurinda Alves a 24 de Junho de 2011 às 23:14
Querida Paula, o Martim está a melhorar em cada dia e embora ainda esteja longe de recuperar a mobilidade e a autonomia, está a fazer conquistas diárias. Um abraço enorme. Também gosto de ver os programas no computador porque por milagre da tecnologia o som fica menos mal :)
De Anónimo a 24 de Junho de 2011 às 16:06
Gostava de clarificar a formação do economista Pedro Carneiro. Nas notas do programa surge como licenciado em Biologia na Universidade do Minho e doutorado em Ciências pela universidade de Namur. Na página pessoal da UCL o CV refere que é licenciado em Economia pela Universidade Católica e mestre e doutor pela Universidade de Chicago. Continue com o seu trabalho porque é muito bom e isso do som não deturpa a qualidade do serviço que presta aos portugueses!
De Laurinda Alves a 24 de Junho de 2011 às 23:15
Muito obrigada! Abraço
De mundosdesofia a 24 de Junho de 2011 às 18:03
Vou ter a ousadia de comentar. Mas antes de mais quero salientar que gosto imenso desta série. Sò que quando acabou o primeiro episódio fiquei com essa ideia: e os portugueses com talento que trabalham em Portugal? Os portugueses que não podem partir três sensores de aparelhos caros, mas que mesmo assim lutam no dia a dia por obter resultados e desenvolver o país com o modesto contributo do seu trabalho. Obrigada por ir ouvir e nos mostrar esses mesmos portugueses.
De Laurinda Alves a 24 de Junho de 2011 às 23:17
Tem toda a razão e não apetece nada alimentar esse mito de que somos melhores lá fora do que cá dentro. Assim vamos calibrando a realidade e vamos percebendo a variedade e a originalidade dos talentos dos portugueses, onde quer que seja que vivam ou trabalhem. Abraço!
De Marta M a 24 de Junho de 2011 às 18:55
Laurinda:
Compreendo o seu desagrado e a sua reserva.
Também eu, evito até ao máximo possível expor alguém nas suas falhas -pelo menos assim, publicamente .
Mas é evidente que as responsabilidades hão de ser assacadas e, se possível, corrigidas... Agora e de futuro.
Não se admite, tem razão.
Sei que para a sua exigência, lhe parece até pior de que é. De facto, apesar disso, tenho visto os programas com muito a agrado.
O mais importante e a substância (como gosta de dizer) estão lá em pleno :)
Abraço e espero que a recuperação do Martim esteja a decorrer pelo melhor.
Marta M
De Laurinda Alves a 24 de Junho de 2011 às 23:18
Querida Marta M, o Martim está a melhorar devagar, mas a melhorar! Quanto ao feedback dos programas, muito obrigada pelo estímulo. Um abraço.
De Anónimo a 24 de Junho de 2011 às 19:09
"Dá-nos Senhor a coragem dos recomeços"...como diz o P.Tolentino.Ás vezes é tão frustante rever o erro e não poder fazer quase nada... é mesmo um sofrimento.Mas a boa novidade é que há situações que nos tornam ainda mais corajosos.Mais livres.
E está aí...já a solucionar o problema...é assim mesmo!
Querida Laurinda,o som naõ é bom ,mas o programa é o máximo!!!com o esforço de querermos ouvir ainda ouvimos melhor!gd bjnh Nicha Tojal

De Laurinda Alves a 24 de Junho de 2011 às 23:20
O realizador da série, com quem gostei muito de trabalhar, usa muitas vezes uma frase que também adoptei: quando não há solução, não há problema! Seja. :) Beijinhos e obrigada pelo entusiasmo sempre
De Antonio Brazão a 24 de Junho de 2011 às 20:01
Boa tarde e bom fim de semana, Laurinda!
Deixe que lhe deixe 1 conselho...
Não olhe demasiado para trás porque não vale a pena.
Os programas ficaram bons. Alguns excelentes até (deverá estar orgulhosa).
Claro que há programas que podiam ter ficado tecnicamente melhores, mas isso vai acontecer-lhe outra vez, num dia, num outro programa, daqui a 1 mês ou daqui a 10 anos! É a vida...

Não perca tempo e reformule composição da sua equipa técnica. Os "erros" são sempre "porreiros" para nos ensinarem a melhorar, e evoluir e a crescer.

Fico feliz por ir acontecer uma nova série. A ideia e o registo das séries é fantástico.

Aguardo (mos), expectante, os novos programas e os novos "Portugueses sem Fronteiras".

Fique mas é feliz, porque está VIVA!

Abraços.

António Brazão.
De Laurinda Alves a 24 de Junho de 2011 às 23:23
Olá António, não trocávamos umas linhas desde o poema Recomeçar. Muito obrigada por estar sempre atento e por ser sensível à minha sensibilidade. Tem toda a razão: a maior felicidade é estar viva! Quanto aos erros sei que há luz no erro e tento aprender com o que corre menos bem e, tal como diz, não vou perder mais tempo até porque já estamos a preparar a nova série. Um abraço
De Ana Santos a 24 de Junho de 2011 às 21:41
Desculpe ter aproveitado este 'Portugueses sem Fronteiras' para perguntar como está o Martim, e como tem passado a Laurinda. Se a memória não me falha ainda não passou 1 mês mas, importante mesmo é o Martim se sentir melhor. Fui ontem a Fátima e pedi (também) por vós. Vai correr tudo bem. Beijóca gigante, Ana
De Laurinda Alves a 24 de Junho de 2011 às 23:26
Muito querida, Ana. Muito obrigada. O acidente foi no dia 2 de Junho e de facto ainda não passou um mês mas felizmente já passaram algumas semanas e o Martim vai melhorando devagar em cada dia. O tempo corre a favor e embora na idade dele seja muito frustrante estar limitado e com a vida suspensa, temos que dar graças a Deus por ser tudo reversível e não haver sequelas mais graves do que aquelas que sabemos que hão-de passar ao fim de alguns meses. É uma questão de tempo e paciência... Um abraço e obrigada pelas orações e pela lembrança!
De Anad a 24 de Junho de 2011 às 21:49
Parabéns mais uma vez Laurinda. Adorei o matemático, penso que é um dos filhos do Roberto Carneiro, será? Admiro profundamente as pessoas que sendo das melhores no seu meio e que poderão a seu tempo dar tanto ao mundo, são tão simples, tão transparentes como esta foi . Adorei as entrevistas e desculpe, continuo a achar que os sons integram-se lindamente no tipo de entrevistas que fez: são informais, diferentes, feitas por uma pessoa inteligente, por isso fará muitas mais e terá muitos projetos. A sua dimensão intelectual e sensível é o que necessitamos na comunicação social. É interessante como vim a gostar muito de si através do modo como fez estas entrevistas e as delineou .
Bem haja, as melhoras do seu filho.
Anad
De Laurinda Alves a 24 de Junho de 2011 às 23:31
Querida Anad, tem toda a razão: o Pedro Carneiro é uma mente brilhante e uma alma sensível e ... simples. A sua simplicidade é tocante e transformadora. Um homem como ele, com as suas capacidades intelectuais, o seu brilho e a sua humanidade, muda o mundo! Percebo que aquela universidade lhe tenha enviado uma carta a dizer que o termo do seu contrato é no primeiro dia da sua reforma, pois uma pessoa deste quilate que ainda por cima investiga, estuda e trabalha nas áreas da Economia, Educação e Desenvolvimento, transforma mesmo a realidade e é bom poder estudar e trabalhar durante uma vida inteira com essa retaguarda de uma das melhores universidades do mundo. É um orgulho termos portugueses assim e darmos estes exemplos no mundo. O Pedro carneiro é, como diz, o filho mais velho do eng. Roberto Carneiro e da Drª Maria do Rosário Carneiro. Quem sai aos seus...
De Moura Aveirense a 24 de Junho de 2011 às 21:55
Que boas notícias! Que bom que vai entrevistar investigadores (e outras pessoas) que, como eu, decidiram ficar em Portugal a exercer a sua profissão :)
De Laurinda Alves a 24 de Junho de 2011 às 23:33
Exactamente, querida Moura Aveirense! Acabou a síndrome do 'brain drain'. :) Abraço enorme
De Teresa Lopes a 25 de Junho de 2011 às 00:00
Querida Laurinda,
Quem vês os programas nem repara nos problemas de som, tal é a qualidade e o interesse que nos oferecem. Mas concordo contigo. Também não gosto de denunciar quem falha, mas não podemos compactuar com a falta de profissionalismo. Neste caso, tu és uma profissional de mão cheia e exigir profissionalismo àqueles que contigo colaboram é um direito e uma obrigação.
Fico ansiosamente à espera da nova série, que vem provar que temos grandes valores onde quer que haja Portugueses. Temos de ter orgulho no povo magnífico que somos e nos exemplos fantásticos que temos entre nós.

Fico muito feliz por saber que o Martim está a evoluir bem, apesar de lentamente.
Um beijinho enorme
Teresa
De Laurinda Alves a 25 de Junho de 2011 às 11:15
Querida Teresa, que saudades! Gosto muito de saber que continuas próxima e que tens visto esta série porque tal como disse na semana passada, estes programas e estas entrevistas são o que de melhor tenho para oferecer neste momento. Estas pessoas que tive a sorte de conhecer e entrevistar acrescentaram imenso à minha vida e tenho a certeza de que o mesmo acontece a quem os vê e ouve nos programas. Mesmo sem saberem, enchem-nos de forças e de confiança, mesmo sem quererem inspiram-nos para a vida e para as escolhas que temos que fazer! Um abraço para ti e obrigada por te preocupares com o Martim :)
De Teresa Lopes a 25 de Junho de 2011 às 22:32
Continuo sempre por perto, Laurinda, mesmo que as minhas visitas sejam muitas vezes "fora de horas" e por isso muitas vezes já não tenho energias para interagir. Mas fazer-te uma visita diária é um ritual que não dispenso.
Quanto aos programas/entrevistas, só te posso dizer que dou comigo muitas vezes a viajar contigo :)
Só pode ter sido um projecto muito enriquecedor para ti, pois aquilo que nos chega é uma enorme fonte de inspiração.
Beijinho grande e obrigada por seres assim.
Teresa

Comentar post

.pesquisar
 
.Feitos em Portugal

Feitos em Portugal

.tags

. todas as tags

.portugueses sem fronteiras
.posts recentes

. MUITO OBRIGADA A TODOS PE...

. CURSOS DE COMUNICAÇÃO NO ...

. Curso de Comunicação adia...

. Se tiver quorum ainda dou...

. O BENTO E A CARMO HOJE EM...

. HOJE NO PORTO: SOBREVIVER...

. MÃES QUE NÃO CHEGAM A VER...

. Esta miúda vai longe!

. Alegria!

. Ladrões e cavalheiros

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds