Segunda-feira, 11 de Abril de 2011
Trissomia 21: a beleza da imperfeição

 

Importei esta imagem maravilhosa deste blog (cheguei lá através do blog da Mariana Sabido) e uso-a hoje, o dia em que todos esperamos que o Vasquinho tenha alta do hospital. O Vasquinho nasceu no Verão passado e tem Trissomia 21. Já esteve algumas vezes internado no hospital, mas apesar de não terem sido alturas fáceis, ele vai crescendo e conseguindo ultrapassar as suas dificuldades. É um bebé amoroso, tranquilo, infinitamente querido e adorado por todos nós, família e amigos. A sua vida e a sua resistência física e anímica têm sido verdadeiros motores transformadores para nós. Por ele, e com ele, vamos atravessando tempos fáceis e difíceis, e crescendo juntos. Hoje falo de Trissomia para deixar aqui uma força especial para a Mariana e o Francisco, mas também para deixar o link para uma exposição do projecto Efeito D e para a Associação de Portadores de Trissomia 21, para que todos fiquemos ainda mais conscientes da realidade de tantas famílias com filhos diferentes. Acredito que crescemos muito mais com a diferença do que com a semelhança. Além disso encontro sempre muita beleza na imperfeição. 

publicado por Laurinda Alves às 11:46
link do post | comentar | favorito
9 comentários:
De João Nuno a 11 de Abril de 2011 às 17:06
...a verdade é que na imperfeição encontramos a beleza da diferença. E no ser belo cabe tudo, mesmo tudo.
Boas melhoras, rápida recuperação e obrigado por esta certeza de que o importante são os sentimentos, os laços, os afectos, o AMOR.
Um beijinho
João Nuno
De Laurinda Alves a 12 de Abril de 2011 às 08:07
Querido João Nuno quem, como tu, trabalha no Telhal, sabe de coração que a beleza de cada pessoa está nessa combinação porventura indefinível de perfeição e imperfeição. obrigada. Um abraço. O Vasquinho teve alta ontem, graças a Deus!
De Isabel mota a 11 de Abril de 2011 às 18:28
Querida Laurie,

Antes de mais as melhoras e dias muito lindos para o Vasquinho e para todos os meninos e meninas que conheces, que nao conheces e que se cruzam atraves de ti. Concordo contigo quando dizes que encontras beleza na imperfeição. Eu acrescentaria, desculpa o atrevimento, na diferença. A vida e maravilhosa e bela, depende apenas do nosso olhar para conseguirmos ver ou não essa beleza. Também fiquei radiante com o regresso do P. Alberto... Muito bom. Quando souberes de alguma formação, algum encontro, algum momento com ele destinado ao publico, por favor informa me. Fiquei encantada por escuta-lo. Muito, muito cativante. Obrigada.

P.s aproveito para lançar um apelo. Tenho um casal de amigos que ten uma filha autista, completamente dependente. Alguém tem informações acerca dos tratamentos que se desenvolvem em Cuba? ou noutros lugares... Fico a aguardar. Fiz um mail de propósito para receber informações acerca deste assunto. E ele isabellopesmota@gmail.com

Obrigada e um enorme abraço a todos, todos... Todinhos mesmo. Isabel
De Laurinda Alves a 12 de Abril de 2011 às 08:10
Querida Isabel adorei ver-te no círculo alargado de amigos que partilharam comigo o momento especial do lançamento deste livro também tão especial. Foste muito querida. Depois perdi-te entre a multidão... ;) Vou-te mandar um mail com pistas e contactos sobre aquilo que me pedias relativamente ao voluntariado. Espero que alguém te possa ajudar ou responder relativamente à questão de Cuba. Um beijinho com abraço!
De Isabel mota a 12 de Abril de 2011 às 00:08
Ups... Acto falhado! Beijinhos. Só agora percebi...
De Laurinda Alves a 12 de Abril de 2011 às 08:12
Querida Isabel agora fui eu que não percebi. Qual foi o acto falhado?
De Teresa Neto a 12 de Abril de 2011 às 11:06
Também nós temos 3 filhos e a mais nova é uma menina diferente (epilepsia ainda não totalmente controlada, espectro autista e dêfice de atenção), no entanto todos nós estamos totalmente de acordo com as palavras da Laurinda Alves: "Acredito que crescemos muito mais com a diferença do que com a semelhança. Além disso encontro sempre muita beleza na imperfeição." Ela é a nossa fonte de inspiração e união ...
De Francisca Prieto a 18 de Abril de 2011 às 23:44
Confesso que já estou na fase em que, nesta malta, em vez de ver defeito, já só vejo feitio.
E o que eu me divirto com eles.

Deixo-lhe mais um beijo grande (dos quatrocentos que passo a vida a mandar) e ainda outro obrigada (a acrescentar aos anteriores).

Francisca
De Maria João Pereira a 10 de Maio de 2011 às 11:50
Laurinda,
Espero que o Vasquinho já esteja bem melhor.
Eu tenho o meu "doce de chocolate", o meu Tesourinho com trissomia 21, desde Outubro de 2006.
Já tive, por diversas vezes, oportunidade de comentar a riqueza que estes meninos trazem para todos nós.
Eu escolhi o meu menino diferente dos outros, mas em tanta coisa igual a todos os outros meninos e meninas.
Eu escolhi o meu menino diferente dos outros por sentir que tinha a capacidade de o amar independentemente da diferença.
Eu escolhi o meu menino diferente dos outros, sem saber que seria ele a ensinar-me que, afinal, a minha capacidade de amar é infinitamente superior ao que alguma vez poderia ter imaginado.

Se lhe deixei alguma curiosidade para conhecer este meu menino diferente, passe no blog dele: http://otesourinho.blogspot.com

Beijinhos para si e para o Vasquinho
Maria João Pereira

Comentar post

.pesquisar
 
.Feitos em Portugal

Feitos em Portugal

.tags

. todas as tags

.portugueses sem fronteiras
.posts recentes

. MUITO OBRIGADA A TODOS PE...

. CURSOS DE COMUNICAÇÃO NO ...

. Curso de Comunicação adia...

. Se tiver quorum ainda dou...

. O BENTO E A CARMO HOJE EM...

. HOJE NO PORTO: SOBREVIVER...

. MÃES QUE NÃO CHEGAM A VER...

. Esta miúda vai longe!

. Alegria!

. Ladrões e cavalheiros

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds