Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2010
É difícil assitir à tragédia na Madeira

Desde domingo que as imagens das enxurradas e do sofrimento dos madeirenses nos ocupa o coração e o pensamento. É difícil assistir em directo a mais esta tragédia. Neste momento soa-me absurda a legenda que a RTP insiste em manter no ar, enquanto a Judite de Sousa entrevista Alberto João Jardim (numa entrevista cheia de tricas políticas, nesta hora de grandes sofrimentos): "entre os mortos há uma turista". Seria natural que dissessem "há apenas uma turista" e isso descansaria os turistas reais ou potenciais. O excesso vem de dar a esta morte um valor de notícia 'acima de todas as outras notícias' e, aparentemente, sobrevalorizar a morte de uma turista em detrimento de dezenas de madeirenses. Não sei se me explico bem mas choca-me que em vez de nos determos nas mortes e perdas dos madeirenses, sublinhemos a perda de uma turista. Enfim, sensibilidades...

publicado por Laurinda Alves às 20:24
link do post | comentar | favorito
14 comentários:
De Rosa a 22 de Fevereiro de 2010 às 21:40
Obrigada pelas suas palavras, só uma pessoa com sentido de responsabilidade pode ter a sua visão. Do epicentro da tragédia o nosso muito obrigada.
De Miguel Silva a 22 de Fevereiro de 2010 às 21:44
Dei por mim a pensar o mesmo enquanto assistia à entrevista...
De sissia a 22 de Fevereiro de 2010 às 22:25
Olá Laurinda,
como madeirense sinto-me tocada por este post. É um cenário triste, muito triste mesmo. Desde as mortes até à revelação de alguma realidade madeirense que as derrocadas, ironicamente, trouxeram ao de cima. Desta entrevista tiro isto: tomara eu conseguir planear ou sequer pensar numa festividade já para Abril no meio de tanta consternação. Viva o pragmatismo.
Bj
De Bélinha de Cima a 22 de Fevereiro de 2010 às 23:21
Explica-se lindamente. Uma vez mais a nossa subserviência em relação ao "estrangeiro". Os de fora são sempre melhores. Até parece que "vale" mais 1 turista pq é estrangeira do que os outros 47 mortos que são nossos compatriotas.
De Paula Côrte Santos a 22 de Fevereiro de 2010 às 23:32
Explicou-se muito bem Laurinda! Não existem uns mais importantes que outros (embora, por quase todo o lado, se pense/veja/oiça exactamente o contrário). O "Animal Farm " está mais presente que nunca na n/ vida quotidiana, na mente do colectivo!
É sempre um prazer ler o que escreve.
Paula C. Santos
De Salomão a 22 de Fevereiro de 2010 às 23:44
Laurinda,
a artificialidade deste mundo permite-se esse ridículo de separar filhos de Deus em" turistas" e" madeirenses".
estes momentos são profundamente reveladores da nossa condição.
fique em paz. um abraço.
De Estranha pessoa esta a 23 de Fevereiro de 2010 às 00:51
..............




....................................
De isabel freire a 23 de Fevereiro de 2010 às 10:42
olá Laurinda. A mim incomodou-me muito o facto de nas actuais circunstâncias, da necessidade de ajuda ás populações que ainda não estão completamente fora de perigo, a preocupação dos jornalistas seja a de confrontar o primeiro ministro com o facto de ter de enviar dinheiro extra para a ilha, um absurdo!!! os Madeirenses são tão portugueses como os Ribatejanos ou Minhotos ou Algarvios, se fosse no continente alguém punha em causa os apoios extras????
é uma pena o jornalismo em muitos casos não ser imparcial :(
e com isto não estou a defender o governo nem ninguém em especial (nem sequer sou PS), só os nossos conterraneos da Madeira que tanto precisam de ajuda!!
até qualquer dia :)
De SombrArredia a 23 de Fevereiro de 2010 às 16:43
na pagina dos CCT

já ha uma campannha de caixas de papelão solidárias de envio livre com RECOLHEM BENS ESSENCIAIS PARA A MADEIRA
RECOLHA DE BENS PARA A MADEIRA

De Lucia a 23 de Fevereiro de 2010 às 17:26
É verdade, há uma imensa falta de sensibilidade...

Comentar post

.pesquisar
 
.tags

. todas as tags

.posts recentes

. MUITO OBRIGADA A TODOS PE...

. CURSOS DE COMUNICAÇÃO NO ...

. Curso de Comunicação adia...

. Se tiver quorum ainda dou...

. O BENTO E A CARMO HOJE EM...

. HOJE NO PORTO: SOBREVIVER...

. MÃES QUE NÃO CHEGAM A VER...

. Esta miúda vai longe!

. Alegria!

. Ladrões e cavalheiros

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds