Segunda-feira, 11 de Maio de 2009
Ainda a Feira do Livro e os encontros

 

José Eduardo Agualusa, um dos meus escritores preferidos e

meu grande amigo estava sentado a assinar livros mesmo de

frente para a minha cadeira, na Praça Leya da Feira do Livro.

 

 

A ideia de ter sempre dez autores a assinar livros em simultâneo

num espaço que acabou por funcionar como ponto de encontro é

uma ideia feliz que só pode ser concretizada por um grande grupo

que conjuga editoras e autores variados e muito complementares.

 

 

Tive a sorte de receber no meu canto a visita de conhecidos e

desconhecidos mas também de grandes amigos. Alguns são

daqui do blog, outros de outras vidas.Nesta imagem, o médico

que tem salvo a vida da minha mãe, literal e metaforicamente

falando. Diogo Cavaco, cardiologista, é um médico invulgar na

qualidade técnica e clínica à qual associa a qualidade humana.

Todos os médicos deviam ser como ele, é só o que posso dizer.

 

 

Na mesa do José Eduardo Agualusa estavam, também, a

Patrícia Reis e o João Tordo (em pé, à direita) e foi mesmo

muito bom rever cada um deles. Conheci pessoalmente a

Cristina aqui do blog, a Andreia que já tinha ido à Fnac, revi

a Mónica e quando menos esperava chegou a Marta e a Jo.

São duas amigas importantíssimas na minha vida e como

uma mora em Londres e a outra tem estado muito ausente

por circunstâncias adversas que nos ultrapassam às duas

não resisti a fazer a fotografia do encontro e a deixá-la aqui. 

 

publicado por Laurinda Alves às 09:56
link do post | comentar | favorito
7 comentários:
De Augusto Küttner de Magalhães a 11 de Maio de 2009 às 12:13
Mais um post muito adequado.
1 - os médicos deviam ser todos como o carduiologista da Sua Mãe. Deviam ser todos empenhados em salvar vidas, totalmente de acordo. Os médicos devem estar junto do doente quando deles necessita. O m´´edico é um nosso "amigo". Felizmente que ainda há muitos assim. Mas também há, e demais, que assim não são!!!!!!!
Quanto à vantagem do Grupo Leya conseguir ter muitas editoras, ainda bem! Quanto a Feiras do Livro, também vai haver aqui uma no Porto!!!!???
De Marta Matias a 11 de Maio de 2009 às 14:47
Laurie, gostei muito de estar consigo. Foi muito bom revê-la e estarmos à conversa. Coragem para logo e que corra tudo bem. Beijo grande
De Moura Aveirense a 11 de Maio de 2009 às 18:12
Não ive oportunidade de ir até à Feira, mas já comecei a ler o seu livro (o que ofereci à minha Mãe no Dia da Mãe! :P). A dedicatória que faz à sua Mãe é muito tocante;também eu gostaria de ver a vida assim.
De Patricia a 11 de Maio de 2009 às 19:37
Todos os dias "passo" por aqui...
Há muitos anos que a admiro.Lêr o que escreve acalma-me e dá-me esperança...

Boa sorte para o debate

De Mónica a 11 de Maio de 2009 às 21:30
foi por pouco ;-)
(mas valeu muitooo)
De Andreia M. a 11 de Maio de 2009 às 21:54
Adorei estar na Feira do Livro consigo =) Continue a escrever, sempre!
De Anónimo a 13 de Junho de 2009 às 21:21
o meu comentário vai para a Laurinda Alves que é uma pessoa muito humana uma qualidade que eu admiro muito, conheço desde as ideias xis tenho o livro e que muitas vezes ainda me acompanha porque me faz sentir bem. Tive vontade de fazer este comentário por causa do comentário que a Laurinda Alves faz ao médico e que eu concordo perfeitamente é tão bom ter um médico atencioso e humano sempre achei que todos os médicos eram assim mas infelizmente á de tudo...

Comentar post

.pesquisar
 
.tags

. todas as tags

.posts recentes

. MUITO OBRIGADA A TODOS PE...

. CURSOS DE COMUNICAÇÃO NO ...

. Curso de Comunicação adia...

. Se tiver quorum ainda dou...

. O BENTO E A CARMO HOJE EM...

. HOJE NO PORTO: SOBREVIVER...

. MÃES QUE NÃO CHEGAM A VER...

. Esta miúda vai longe!

. Alegria!

. Ladrões e cavalheiros

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds