Quinta-feira, 10 de Abril de 2008
A arte de Jorge colombo


Adoro a arte do Jorge Colombo, a sua imaginação, a sua criatividade, a sua inspiração e toda a ficção que constrói a partir da realidade à sua volta. Gosto do seu olhar e da maneira como vê as pessoas e as coisas. Às vezes tem um humor delirante, outras é profundamente irónico mas revela sempre uma compaixão divertida.

Para além de amiga de longa data, sou fã dos seus desenhos, das suas fotografias e de muitos dos pequenos filmes que faz com a sua máquina fotográfica. Uma pequena máquina de bolso que leva para todo o lado e está colada nos cantos com tiras de fita-cola encarnada. 

Comecei por gostar dos seus desenhos há muitos anos, quando ele era 'apenas' um ilustrador talentoso. Tínhamos vinte anos na altura e o Jorge ainda vivia em Portugal. Era um amigo especial e 'performativo' que dizia e fazia coisas que ninguém nunca tinha pensado daquela maneira. Original, muito culto e muito 'à frente', rasgou o mercado editorial quando desenhou o grafismo do jornal O Independente. Na altura ele e o MEC marcaram toda uma geração. E as gerações que se seguiram.

Tive a sorte de trabalhar com eles e de aprender com eles outra linguagem e novos conceitos. A estética sempre foi importante para eles e assim como o MEC marcou um tempo novo na escrita, o Jorge Colombo marcou um tempo novo no design gráfico e na ilustração. Todo o conceito de imagem na imprensa mudou radicalmente. Por causa de um e outro, houve um verdadeiro 'antes' e 'depois' em matéria de escrita. Os jornais deixaram de ser o que eram e as imagens passaram a ser o que nunca foram.

Depois o Jorge apaixonou-se pela Amy Yoes, escultora e artista plástica igualmente criativa e versátil, e emigrou para os Estados Unidos, primeiro Chicago, depois umas breves derivas por outras cidades e agora N.York. Estive com ele há um mês e passeámos juntos pelas avenidas e parques. Tirámos fotografias, contámos coisas e actualizámos memórias. Foi muito bom estar com ele naquela que é agora a sua cidade.

Desde que voltei acompanho mais de perto aquilo que faz e visito regularmente o seu site. Gosto particularmente dos seus desenhos e ilustrações (sempre me fascinou o seu traço e o seu olhar!), adoro a estética das suas fotografias e divirto-me com alguns dos seus filmes. O site do Jorge Colombo é uma verdadeira galeria de arte contemporânea que aconselho vivamente a visitar uma e outra vez. Deixo aqui os links e um dos seus vídeos. 

 

 

publicado por Laurinda Alves às 10:55
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De historia e arte a 10 de Abril de 2008 às 15:30
Viva!

Permita-me o descaramento de me meter na conversa, mas como tenho a "sensação" (mesmo q falsa) de a conhecer, não resisti!!

q bom descobrir artistas novos, gostei dos trabalhos de ambos, em particular de uma serie de escultura/instalação inspirada em cadeirais monásticos góticos... ou pelo menos foi até aí q me levaram...

Hei-de voltar, e se me desculpar a desfaçatez hei-de comentar + vezes...

Comentar post

.pesquisar
 
.tags

. todas as tags

.posts recentes

. MUITO OBRIGADA A TODOS PE...

. CURSOS DE COMUNICAÇÃO NO ...

. Curso de Comunicação adia...

. Se tiver quorum ainda dou...

. O BENTO E A CARMO HOJE EM...

. HOJE NO PORTO: SOBREVIVER...

. MÃES QUE NÃO CHEGAM A VER...

. Esta miúda vai longe!

. Alegria!

. Ladrões e cavalheiros

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds