Segunda-feira, 5 de Março de 2012
Vasco Pinto de Magalhães esta 5ª feira em Lisboa

Vasco Pinto de Magalhães, jesuíta, vem a Lisboa fazer uma conferência de Quaresma no auditório do Colégio São João de Brito esta 5ª feira, às 21:15. A entrada é livre e aconselho vivamente esta palestra, mesmo a não crentes ou cépticos. Os que conhecem o pe Vasco sabem bem porquê, mas os que porventura não o conhecem, nunca o leram ou pouco sabem sobre ele, porque têm a oportunidade de ouvir falar um sábio, um homem erudito e simples, que fala da fé desta maneira: "Fé não significa acreditar ou não acreditar se Deus existe, embora a nossa cultura tenha muitas vezes relacionado fé com essa discussão teórica. Fé, crer, significa, à letra, 'apoiar-se em'. Devemos perguntar: "em quem me apoio? Em quem faço fé? Qual é o meu fundamento? Em quem confio?". 

(Fragmento de citação retirada do livro Onde há crise, há esperança, Vasco Pinto de Magalhães, S.J., editora Tenacitas) 

 

publicado por Laurinda Alves às 01:19
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 28 de Fevereiro de 2012
A atitude optimista é a capacidade de tirar bem de tudo

Tirei esta fotografia com a luz do poente a iluminar a encosta do castelo, ao passar pelo Miradouro de São Pedro de Alcântara, um dos meus lugares preferidos de Lisboa. Uso-a agora para citar Vasco Pinto de Magalhães, jesuíta, autor de vários livros, e um deles muito especial, concreto e rente à realidade-real. Falo de Onde Há Crise Há Esperança, editado pela Tenacitas: "A realidade, vendo bem, não é boa nem má, o bom e o mau são o que a gente faz com a realidade. As pessoas classificam logo os acontecimentos e os sentimentos de bons ou maus. Mas de tudo se pode tirar bem".

publicado por Laurinda Alves às 01:17
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Segunda-feira, 3 de Janeiro de 2011
Entre a terra e o céu

 

Hoje, dia 3 de Janeiro, começa oficialmente o ano útil. Na primeira segunda-feira deste novo ano sabe-me bem a ideia de acabar o dia a ouvir Vasco Pinto de Magalhães falar sobre a fé cristã e o sentido de pertença. A entrada é livre e o encontro vai ser às 21:15 no Grande Auditório das Irmãs Vicentinas, na Av. Marechal Craveiro Lopes, 10, ao Campo Grande, em Lisboa. Vasco Pinto de Magalhães, jesuíta, é autor de vários livros (alguns deles best-sellers) e é um homem superiormente dotado para a comunicação. Ele e Tolentino de Mendonça são dois padres católicos sobre quem se pode dizer que criaram um verdadeiro apostolado, reconhecido dentro e fora da igreja, com seguidores fiéis. Um e outro falam de maneira simples e inspirada sobre o concreto das nossas vidas e traduzem de forma clara e iluminante toda esta realidade espiritual. Vale sempre a pena ouvir o que têm para dizer. Falo por mim, claro, mas também falo por uma legião de crentes, descrentes, duvidosos, cépticos e distraídos que os acompanham porque reconhecem neles um inestimável valor intelectual, um profundo sentido ético e estético, e ainda uma invulgar abertura de espírito.

publicado por Laurinda Alves às 00:02
link do post | comentar | ver comentários (24) | favorito
.pesquisar
 
.Feitos em Portugal

Feitos em Portugal

.tags

. todas as tags

.portugueses sem fronteiras
.posts recentes

. Vasco Pinto de Magalhães ...

. A atitude optimista é a c...

. Entre a terra e o céu

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds