Segunda-feira, 16 de Julho de 2012
Dupla celebração no Cais dos Cruzeiros, esta semana

 

O que é que Nuno Tovar de Lemos, padre jesuíta, tem a ver com velas, veleiros e marinheiros? Nada. Ou tudo, depende do ponto de vista e do dia da semana.

 

A partir desta 5ª feira, e até domingo, estarão em Lisboa alguns dos maiores veleiros do mundo. A Sagres é uma beleza e hoje uso a polaroid que tirei recentemente, no dia em que estive a bordo, para falar de uma dupla celebração a propósito de veleiros e fé. Como estava a dizer, entre 5ª e domingo a entrada é livre e todas as pessoas podem ir ao Cais dos Cruzeiros, perto de Santa Apolónia, ver o espectáculo fabuloso dos Tall Ships.

 

No dia da inauguração deste mega-acontecimento os jesuítas do Cupav - Centro Universitário Padre António Vieira - vão celebrar uma missa ao ar livre, com um cenário de cinema: os veleiros, os mastros e as velas ao entardecer, com um pôr-do-sol no horizonte líquido e a outra margem ao fundo. Todos os que quiserem ir podem ir, mas por uma questão de organização o Cupav pede para mandarem um mail a avisar que vão. Isto porque em cada uma das celebrações recentes na Lx Factory e depois, nas Ruínas do Carmo, estiveram quase mil pessoas. 

Ver a maneira prática e poética como os jesuítas e voluntários improvisam o altar e transformam os espaços em lugares sagrados é outro filme. Habituados a celebrar para crentes, descrentes e cépticos, os jesuítas sabem que a estética importa e ajuda a entrar no espírito. Não vou perder esta missa como, aliás, não perdi a celebração da LxFactory nem a missa nas Ruínas do Carmo. Sem querer converter ninguém, mas porque sei que estes momentos são radicalmente marcantes até pela experiência estética, insisto, pelo silêncio, pela comunhão e pelos coros num espaço público, não resito a aconselhar este 'programa' para 5ª feira às 20h. Quem quiser ir mande um mail para aqui: missa.grandesveleiros@gmail.com

 

Nesta imagem Nuno Tovar de Lemos e Miguel Siqueira de Almeida faziam os últimos preparativos antes da missa nas Ruínas do Carmo. Estas celebrações são especiais para todos os que participam e também para quem acha que a Igreja está muito distante da realidade-real.

publicado por Laurinda Alves às 16:55
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
.pesquisar
 
.Feitos em Portugal

Feitos em Portugal

.tags

. todas as tags

.portugueses sem fronteiras
.posts recentes

. Dupla celebração no Cais ...

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds