Terça-feira, 22 de Novembro de 2011
Saudades de Bolonha

 

Nos caminhos da Universidade, em Bolonha, há paredes e muros repletos de anúncios para alugar quartos e apartamentos, mas não só. Oferecem-se mil e um serviços e partilha-se todo o género de informações. Nestas paredes e nestes papéis estão inscritos milhões de contactos, telemóveis e emails. É fascinante, parece uma instalação, uma criação artística. Hoje revi estas polaroids e de repente fiquei com saudades de Bolonha. Mas não apenas da cidade, note-se. 

 

 

 

publicado por Laurinda Alves às 00:21
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 5 de Outubro de 2011
Saudades do Douro em tempo de vindimas

 

Neste feriado do 5 de Outubro e por estas alturas penso sempre no Douro, nem sei bem explicar porquê. Talvez porque em alguns anos passei ali alguns dias de vindimas e pós-vindimas maravilhosos. Hoje acordei com esta imagem do rio e das encostas e como também para mim o Douro é um dos lugares mais bonitos do mundo, aqui fica com o suplemento de nostalgia que esta época de fim de Verão, fim de vindimas e prenúncio de Outono trazem. Bom feriado!

publicado por Laurinda Alves às 12:17
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Domingo, 6 de Fevereiro de 2011
Grande dia, hoje!

 

Depois de 2 semanas de viagem, eis que deixa de haver silêncio neste canto da casa.

publicado por Laurinda Alves às 13:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2011
Mais uma estrela no céu

 

Morreu uma amiga mais velha, muito querida e muito próxima, e embora todos saibamos que está melhor agora (onde quer que esteja) temos saudades dela e da sua maneira única de ser e de viver. O facto de ter limitações físicas nunca a impediu de reunir à sua volta um grupo alargado de familiares e amigos de todas as gerações. Era impressionante a quantidade de gente que ia a casa da tia Zezinha (não era este o seu nome próprio, mas era assim que a tratávamos) e era espantosa a ligação que cada um tinha com ela. Tratava-nos a todos como se fossemos o seu amigo mais especial e isso marcou-nos profundamente, pois tudo era feito com uma naturalidade e uma generosidade maravilhosas. Não me lembro de ter visto um padre comover-se ao ponto de chorar várias vezes durante a celebração das missas de despedida, mas foi o que aconteceu ontem e hoje. Confesso que os seus silêncios forçados e as suas lágrimas me tocaram particularmente e foram muito eloquentes do caracter da Alice Maria. Ou melhor, da tia Zezinha.

publicado por Laurinda Alves às 00:01
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Sexta-feira, 1 de Outubro de 2010
Saudades do Ronaldo

 

O Ronaldo é brasileiro e esteve um mês inteiro a trabalhar connosco na Íngreme. Foi embora ontem à noite, voltou para o Rio De Janeiro, e já estamos cheios de saudades dele. É giro como uma só pessoa, num só mês, pode fazer tanta diferença no coração de tanta gente. O sentido de humor do Ronaldo e a sua atitude positiva ficam a fazer eco em nós. A sua sensibilidade e a naturalidade com que fala de coisas simples mas profundas, tocou-nos imenso. É gira a vida e os laços que se tecem.

 

 

Nesta imagem o Ronaldo brinca com o Meco, o cão do Miguel Varela, no pátio da Garage no dia em que fizemos um almoço Garage-Íngreme. Já escrevi imenso sobre a Garage, mas ainda não disse muito sobre a Íngreme. Melhor do que qualquer palavra que eu possa escrever é o site, que é uma referência internacional e já foi copiado no Japão! Muito bom. A equipa Íngreme é um dream team. Não deixem de ver o site e o portfolio desta produtora: www.ingreme.com

 

P.S.: Ontem a conferência de imprensa da RTP correu muito bem e foram anunciados todos os novos programas da nova grelha. Só falta saber a data de emissão. Ou seja, ainda temos que esperar mais uns dias... que pena!

 

 


publicado por Laurinda Alves às 12:40
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quinta-feira, 8 de Julho de 2010
Tenho saudades destas miúdas

 

As minhas sobrinhas Luísa e Teresa foram de férias e eu morro de saudades delas. É incrível como podem passar semanas sem nos vermos, mas só pelo facto de estarmos próximos uns dos outros, sentimos que estamos presentes. Quando se vão embora ficam demasiado ausentes e o vazio sente-se. Estas fotografias cheias de gargalhadas e malabarismos foram tiradas na véspera de partirem.

 

 

A Luísa ainda estava sob efeito da sua festa de finalista e não tirou o chapéu de cartolina da cabeça. Agora que ser fotógrafa e anda pela casa fora de máquina a tiracolo a achar-se uma fotógrafa profissional. As fotografias que ela tira ficam quase todas tremidas, mas quando acerta é muito gráfica. Deve ter herdado esse dom da mãe, a minha cunhada arquitecta.

 

publicado por Laurinda Alves às 21:32
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 28 de Junho de 2010
Prédios graffitados

 

Hoje estive com uma amiga que voltou de Berlim, onde esteve a trabalhar, e de certa forma eu própria voltei a uma cidade que adoro e da qual tenho sempre saudades. Para matar essas saudades e celebrar uma cidade explosiva e criativa, deixo aqui duas polaroids tiradas numa esquina do bairro dos artistas. Há centenas e centenas de prédios pintados em Berlim mas este é um dos que mais gosto. Conta muitas histórias ao mesmo tempo...

 

publicado por Laurinda Alves às 17:42
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 23 de Abril de 2010
Sex Pistols, tamanho infantil

 

À chegada a Lisboa, mesmo antes de apanharmos o táxi para casa, pedi ao André Cruz, o realizador da série que estamos a gravar, para me mostrar o vestidinho que comprou para a filha de 2 anos em Barcelona. Tinha-me dito que era um vestido dos Sex Pistols e estava curiosa. Não estava à espera que fosse de folhos e achei divertido ele ter-lhe comprado este vestido. A Matilde vai ficar linda numa versão Sex Pistols! Que amor, este pai e esta filha. 

 

publicado por Laurinda Alves às 18:25
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 16 de Outubro de 2009
A Mena voltou e foi uma alegria vê-la!

 

Quem acompanha este blog desde o início conhece a Mena e sabe o valor que ela tem para mim e para o meu filho Martim. Quase vinte anos de vida em comum é uma vida muito longa e cheia de memórias que não se apagam. A Mena nunca dormiu cá mas também nunca nos faltou durante o dia. Ao longo de duas décadas fomos uma família mas em Julho atingiu a idade da reforma e como tem o marido doente, decidiu deixar de trabalhar fora de casa. Despedimo-nos com abraços e sem palavras. Os meses de Verão atenuaram as saudades mas agora apetecia muito vê-la. Combinámos esta semana e a Mena voltou a uma casa que também é dela. A Manuela, que recebeu o testemunho da Mena e a conheceu apenas durante duas breves tardes, também criou uma cumplicidade alegre com ela e achei divertido apanhá-las às gargalhadas no corredor.

  

 

Não há palavras para descrever a ternura e a gratidão que sinto em relação à Mena, que me ajudou a cuidar do Martim desde que nasceu e a manter a casa em ordem. Curiosamente a Manuela só está connosco há dois meses mas os laços que nos unem também já são muito fortes. Há pessoas com sorte em relação às equipas com quem trabalham e eu sou uma delas. Apesar da 'antiguidade' da Mena, posso garantir que uma e outra são dois anjos na nossa vida. Leves, alegres, disponíveis e francas. Um privilégio sem tamanho nos dias que correm.   

 

 

Gosto de me sentir em casa com aqueles de quem verdadeiramente gosto e adoro que também se sintam assim em minha casa. Acho que é o caso.  

 

publicado por Laurinda Alves às 01:29
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009
Não resisto a este super-bebé

 

Sei que a Maria e o Francisco não levam a mal publicar aqui a fotografia do Vicente porque sabem que estamos demasiado longe e as saudades são mais que demais. Felizmente existem blogs com fotos e vídeos para partilharmos sentimentos. Que pena Seoul ser tão longe. Parabéns pelo Vicente que é irresistível na clássica posição de bracinhos ao alto. Parece o super-bebé. Um amor.

 

publicado por Laurinda Alves às 10:52
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
.pesquisar
 
.Feitos em Portugal

Feitos em Portugal

.tags

. todas as tags

.portugueses sem fronteiras
.posts recentes

. Saudades de Bolonha

. Saudades do Douro em temp...

. Grande dia, hoje!

. Mais uma estrela no céu

. Saudades do Ronaldo

. Tenho saudades destas miú...

. Prédios graffitados

. Sex Pistols, tamanho infa...

. A Mena voltou e foi uma a...

. Não resisto a este super-...

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds