Quinta-feira, 21 de Abril de 2011
A mesa da Última Ceia, na Igreja de Santa Isabel, em Lisboa

 

José Manuel Pereira de Almeida, padre e médico, pároco de Santa Isabel (e não só) e Assistente Religioso da Cáritas Portuguesa (entre muitas outras actividades e missões que desenvolve ou nas quais se envolve), é conhecido pelo seu dom de atrair os jovens à Igreja, mas também por abrir as portas a gerações e gerações de crentes e descrentes. As missas celebradas por ele transformam todos os que o acompanham ao longo dos anos e deixam marcas muito impressivas em quem o ouve apenas pontualmente, seja numa missa de enterro, de sétimo dia ou em ocasiões especiais em que se celebra uma vida, um casamento ou um baptizado. Nestes dias a sua igreja enche-se de famílias e grupos nem sempre formados por católicos praticantes, e é curioso ouvir os comentários dos cépticos ou dos mais duvidosos à abertura de espírito do pe Zé Manel, como é conhecido. A mim também me impressiona muito a sua capacidade de acolher e de incluir. Percebo que vive apostado em não excluir ninguém e em abrir o coração à diversidade de dons dos outros. Last but not the least, o pe Zé Manel tem um sentido estético muito apurado e recria cenas e cenários bíblicos de forma muito cinematográfica. A mesa da Última Ceia, para a missa do Lava-Pés na 5ª feira Santa é um clássico incontornável. Há anos que vou a esta missa e espanta-me sempre a beleza e o sentido de tudo. Comove-me profundamente e saio de lá de alma lavada e coração limpo. Eu e todos, acho eu.

 

 

publicado por Laurinda Alves às 23:44
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
.pesquisar
 
.Feitos em Portugal

Feitos em Portugal

.tags

. todas as tags

.portugueses sem fronteiras
.posts recentes

. A mesa da Última Ceia, na...

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds