Terça-feira, 12 de Julho de 2011
Cursos de Verão para quem quer ser empreendedor social

 

Estão abertas as inscrições para o curso de Verão para empreendedores sociais, o chamado Bootcamp, organizado pelo IES - Instituto de Empreendedorismo Social. Estes Bootcamps são articulados e patrocinados pelo INSEAD, uma das melhores Business School do mundo. Como muitos sabem, fiz o curso ISEP no INSEAD, em Fontainebleau (neste campus da fotografia) e aprendi muitíssimo. Deixo aqui o link para o IES, para quem quiser saber mais sobre estes cursos ou quiser inscrever-se. Posso garantir que é uma oportunidade que vale a pena!

publicado por Laurinda Alves às 12:05
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 10 de Março de 2011
O INSEAD em Portugal

 

Quem me acompanha no blog sabe que fiz um curso de empreendedorismo social no INSEAD, em Fontainebleau. O INSEAD é uma das melhores Business School do mundo e é um privilégio sem tamanho poder aprender nesta universidade. Na altura em que frequentei o ISEP publiquei posts diários no blog e escrevi várias crónicas no jornal i, onde também era cronista diária. Agora volto ao assunto por uma boa notícia: o IES - Instituto de Empreendedorismo Social, vai trazer alguns cursos do INSEAD para Portugal, nomeadamente o ISEP que eu frequentei, abrindo assim a possibilidade de mais portugueses poderem validar os seus projectos. Acreditem que é uma grande notícia e uma grande escola! O que o IES, a Fundação EDP e a Câmara Municipal de Cascais estão a promover é a formação e capacitação de empreendedores e iniciativas de Empreendedorismo Social para alavancar soluções que resolvam problemas sociais e ambientais de forma inovadora e sustentável. A relação de parceria entre o IES e o INSEAD foi, desde o início, um dos pilares da estratégia para produzir e promover conhecimento de excelência em Empreendedorismo Social, em Português e com base nas realidades da CPLP. Neste ano de 2011 começam já os primeiros cursos e os programas de Formação IES Powered by INSEAD têm como objectivo potenciar as competências do INSEAD na educação e formação em gestão, para desenvolver e fornecer a melhor formação executiva em português. Estes programas vão estimular o desenvolvimento de projectos, através dos Boot Camps, e um fortalecimento da confiança, competências e efeito de rede de empreendedores com iniciativas já implementadas, com o ISEP. Quem se interessar por estas matérias ainda está a tempo de se inscrever para assistir ao congresso da próxima terça-feira, dia 15, em Cascais. Vou lá estar, a participar nos debates da tarde. Mais informações:

www.ies.org.pt", "mailto:info@ies.org.pt" ou info@ies.org.pt

 

publicado por Laurinda Alves às 19:08
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Sexta-feira, 20 de Novembro de 2009
Meio milhao de visitas. Grande pinta! Obrigada.

Obrigada a quem se lembrou de me lembrar que ultrapassei a fasquia do meio milhao de visitas neste blog. Espectacular! Obrigada a todos por estarem ai! Hoje eh o ultimo dia de aulas aqui em Fontainebleau e temos um trabalho final para apresentar a um juri de experts seniors. Mais uma experiencia que vai ficar gravada para sempre!

publicado por Laurinda Alves às 12:21
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
Quinta-feira, 19 de Novembro de 2009
Enquanto uns aprendem, outros plantam sementes

 

Enquanto estamos nas aulas o movimento nos jardins do campus universitario eh intenso. Batalhoes de jardineiros trabalham diariamente nos jardins e nas arvores desta imensa floresta. Com fitas de plastico delimitam as parcelas de terra onde pretendem semear e varrer as folhas, e ocupam-se a limpar e a cuidar das zonas verdes que estao sempre impecaveis.

 

 

A beleza dos jardins do INSEAD, em Fontainebleau, eh lendaria. Percebo o empenho e ate a paixao com que estes homens trabalham a terra nesta universidade. Em todos os caminhos que percorremos entre pavilhoes (digamos assim, pois trata-se de um enorme conjunto de edificios muito bem arquitectados!), bibliotecas e centros de estudo, ha uma exuberancia de plantas e arvores inspiradoras. Enquanto uns ensinam e aprendem dentro das salas de aulas, outros dao outras licoes ao longo dos caminhos...

 

publicado por Laurinda Alves às 14:55
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Aulas sobre business plans & accountability

 

Este homem eh um genio! Conseguiu por 40 pessoas de 40 paises numa sala a perceber muito mais sobre Business Plans e Managerial Accounting. Ou seja sobre materias que nao sao da nossa especialidade e, ainda por cima, sao dadas em ingles (que nao eh a primeira lingua para um terco dos alunos, note-se!). Deigan Morris, um dos professores veteranos, traduz conceitos abstractos e densos por palavras simples e imagens concretas e isso faz dele um excelente pedagogo.

 

 

Eis o meu grupo de trabalho para a sintese desta aula e destas materias. Da esquerda para a direita> Malini (India), Matt (UK), Ofir (Israel), Olivier (Franca), Lindsey (UK) e eu. cada um tem a sua area de especialidade e insisto em sublinhar o fascinio mutuo com que trabalhamos juntos. Esta fotografia eh a ultima de uma sequencia onde todos estamos a rir as gargalhadas e esta cumplicidade alegre que se cria entre todos eh mais um valor acrescentado nestes cursos. E agora vou a correr para cima que as aulas da tarde vao recomecar!

 

publicado por Laurinda Alves às 13:13
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Malabarismos dentro da sala de aula

 

Peter Scott, da Universidade de Toronto, no Canada, explica como fazer o malabarismo de manter tres bolas no ar. Estas aulas sao muito variadas e criativas e tudo serve de exemplo e inspiracao. Manter o equilibrio e as tres bolas a rodar no ar parece facil para quem sabe mas eh dificil e, neste enquadramento, serve para ilustrar a dificuldade em manter certos projectos a funcionar, especialmente por serem projectos inovadores e apostarem numa logica de responsabilidade e transformacao social, onde sao precisos muitos malabarismos diarios. Seja para financiar as causas, seja para afinar os propositos de cada empresa. O mais extraordinario nesta equipa de alunos e profs eh perceber que todos, sem excepcao, estao envolvidos em causas e projectos solidarios, profundamente humanistas (e humanizantes) que mudam o mundo e transformam mentalidades. O entusiasmo com que partilho estes dias de INSEAD eh enorme. Adorava conseguir resumir em breves linhas o mundo de oportunidades que cada uma destas pessoas representa...

 

 

Depois de Peter, foi a vez de Hamida Lafiti, a representante da ONG Women for Women, uma organizacao de apoio as mulheres do Kosovo que faz um trabalho no campo absolutamente admiravel e resgata a dignidade e ate a propria vida de muitas mulheres profundamente marcadas pela guerra, pela pobreza e pelas adversidades decorrentes da situacao social e politica que se vive no Kosovo. Hamida nao foi capaz de equilibrar as tres bolas no ar com a mesma mestria com que diariamente contribui para equilibrar a vida de tantas mulheres do Kosovo...

 

 

Muitas imagens estao desfocadas mas acho que valem por serem instantaneos que captam momentos marcantes. 'So' por isto, vale a pena publica-las sem complexos (tal como assumir a escrita sem acentos nem cedilhas ou til). Obrigada pela compreensao mas, acima de tudo, pelo aopio desse e deste lado. Falo do Andre que me escreveu e tambem esta aqui no INSEAD.

 

publicado por Laurinda Alves às 00:27
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 18 de Novembro de 2009
Cronicas de Fontainebleau

 

"Understand the world. Expand the world." Eis a legenda de um mapa-mundo composto por imagens de pessoas de todo o mundo exposto numa das entradas do INSEAD. Esta universidade eh, acima de tudo, uma escola de pensamento e uma oportunidade de transformacao a todos os niveis. Cruzam-se aqui pessoas de todas as idades e nacionalidades mas, tambem, de todas as condicoes sociais pois ha um sistema de bolsas muito bem estruturado e de facil acesso aos que verdadeiramente precisam. Ou seja, sendo uma universidade de elite, nao eh uma escola elitista e isso faz toda a diferenca.

 

Deixo aqui as duas cronicas que publiquei ontem e hoje no jornal i, intercaladas de imagens dos jardins do campus universitario e de um dos parques de estacionamento que todos os dias albergam milhares de bicicletas. Eu venho a pe mas se ca vivesse vinha de bicicleta!

 

 

Afinal nao consigo importar para aqui as cronicas, se alguem quiser le-las, basta ir a www.ionline.pt. Nao quero publicar as cronicas sem acentos nem cedilhas e, por isso, sugiro que as vao lendo no proprio i. Ate sabado os temas sobre os quais escrevo teem a ver com inovacao social e casos de sucesso. Nao imaginam a quantidade e a qualidade dos projectos reais (testados na realidade-real, quero dizer!) que ficamos a conhecer nesta escola. Isto, para nao falar da quantidade e da qualidade das pessoas com quem nos cruzamos e com quem estudamos e aprendemos! Com a vantagem de ficarmos para sempre ligados uns aos outros atraves da rede de Alumni do INSEAD. Muito bom.

 

 

publicado por Laurinda Alves às 19:50
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
A substancia das aulas e dos meus dias no INSEAD

 

A inovacao social, a motivacao, os valores e os principios que regem os agentes transformadores nas diferentes sociedades e culturas sao materias complexas mas fascinantes. Filipe Santos, professor e coordenador deste curso (ISEP) eh um extraordinario comunicador e ajuda-nos a fazer sinteses permanentes destas e outras materias.

 

 

 

Nestas aulas nao ha tempo para fazer aqueles desenhos nas margens das notas nos cadernos pois tudo interessa e tudo prende a atencao. Eh impressionante o que se pode aprender em apenas um dia. A sensacao que temos eh que cabe uma semana inteira em apenas um dia de aulas.

 

 

Andrew Purvis, ingles, acaba de correr a maratona de NY e por vezes fica mais descontraido a absorver a informacao. Eh um grande colega e uma pessoa sempre atenta aos outros. Aqui esta numa das suas posicoes preferidas: a ouvir e a processar a informacao.

 

 

M.Yunnus nao pode deixar de ser estudado e analisado num curso sobre empreendedorismo social.  O Grameen Bank e o sistema de microfinanciamento sao 'case studies' incontornaveis e Filipe Santos eh brilhante a 'descascar' a informacao e a chamar a atencao para os detalhes mais iluminantes e transformadores.

 

 

No intervalo, a 'fotografia de familia' de todo o grupo. Depois da confusao, vim ah zona de escritorios, muito zen com pequenos lagos de agua e pedras ah entrada, publicar este post. Vou e volto sempre a correr. Nao sei quando terei mais tempo livre e, alem disso, tenho que escrever as cronicas 'Todos os Dias' para o jornal i. Ou seja, mal tenho tempo para escrever no blog e corrigir erros ortograficos... Desculpem!

 

 

 

publicado por Laurinda Alves às 09:37
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Segunda-feira, 16 de Novembro de 2009
A vista do meu novo escritorio

 

A partir de hoje e ate sexta-feira, este vai ser um dos muitos escritorios que posso usar, a qualquer hora do dia. Este computador nao tem acentos nem cedilhas e, por isso, os posts vao sair com erros. Peco desculpa por isso. Cheguei a Fontainebleau de comboio, num domingo tranquilo e sem chuva. Preferi vir de Paris em cinco comboios (a serio!) do que apanhar um taxi ou vir de autocarro.

 

 

Apanhei comboios de dois andares completamente vazios e gostei de fazer uma viagem em cinco takes. Parecia um filme, as vezes mais urbano, outras vezes mais periferico, outras ainda mais provencal (ai a falta que as cedilhas fazem!). Ao meu lado foram-se sentando jovens casais e pessoas com ar de passeio. Foram cinco momentos de viagem que me fizeram sentir muito livre e me ajudaram a entrar no espirito universitario, digamos assim.

 

 

O horario das aulas vai ser apertado e os dias muito preenchidos e, por isso, nao sei se poderei dar muitas noticias de Fontainebleau. Hoje aproveito uma pausa da manha, enquanto as apresentacoes nao ficam concluidas, mas a partir de agora vou ficar imersa em trabalho. Ainda bem, pois foi para isso que aqui vim. Apetece muito, muito, aproveitar bem esta oportunidade e este tempo de aprendizagem. O lugar nao pode ser mais bonito nem mais inspirador e o grupo parece muito ecletico. Sou a unica potuguesa entre 40 pessoas.

 

 

Eis o terraco de uma das residencias de estudantes dentro do campus universitario. Apetece estar aqui e tudo parece mais bonito e maior do que nas fotografias, acreditem.

Hoje vim pelo caminho com a Kathrin, uma das tres alemas que estao no curso, e encontramo-nos aqui com os austriacos, ingleses e argentinos. Estar entre pessoas de todo o mundo, com vidas e experiencias profissionais tao diversas eh muito enriquecedor. Adoro estar aqui, insisto, e como tambem ja disse vou aproveitar tudo ao maximo. E vou dando noticias, claro. Cada dia tem o seu tema e somos levados a interrogar-nos profundamente sobre as materias em questao. Eh bom estar numa universidade onde ninguem brinca em servico! Ontem ah noite ja tive muita materia para ler e estudar e isso eh muito desafiador e estimulante. E pronto, por agora eh isto. Vou tentar acentuar usando "h", ah maneira antiga, quando escreviamos faxes e telegramas...

 

 

publicado por Laurinda Alves às 10:15
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
.pesquisar
 
.Feitos em Portugal

Feitos em Portugal

.tags

. todas as tags

.portugueses sem fronteiras
.posts recentes

. Cursos de Verão para quem...

. O INSEAD em Portugal

. Meio milhao de visitas. G...

. Enquanto uns aprendem, ou...

. Aulas sobre business plan...

. Malabarismos dentro da sa...

. Cronicas de Fontainebleau

. A substancia das aulas e ...

. A vista do meu novo escri...

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds