Segunda-feira, 11 de Março de 2013
50 MIL EUROS PARA PREMIAR IDEIAS DE PORTUGUESES

 

QUEM QUER CONCORRER AO FAZ: IDEIAS DE ORIGEM PORTUGUESA? Estão abertas as candidaturas para a edição deste ano do concurso FAZ - IOP (Ideias de Origem Portuguesa). Na fotografia vemos José Paixão e a sua equipa de estudantes de arquitectura, autores do projecto Arrebita! Porto, que venceu a edição passada. Todos eles e mais uma legião de arquitectos, designers e estudantes estão a recuperar edifícios degradados no centro histórico do Porto a custo zero. O FAZ distingue as melhores iniciativas de portugueses que vivem no estrangeiro e têm ideias para melhorar Portugal. Na edição deste ano a Gulbenkian formalizou uma parceria com a COTEC, que também tem um prémio dirigido à diáspora. Esta parceria agrega as duas iniciativas no FAZ. O prémio da COTEC reconhece quem já faz, o IOP incentiva a fazer. Ambos partem da certeza de que a diáspora é um activo do nosso país com o qual importa contar, aproximando e valorizando a sua participação na vida portuguesa. A iniciativa tem o site específicowww.faz.com.pt e o concurso mantém o site www.ideiasdeorigemportuguesa.org 
O primeiro prémio tem o valor de 50 mil euros.

publicado por Laurinda Alves às 17:01
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 28 de Janeiro de 2013
Impossível resistir: a vida é para ser partilhada!


Numa semana que começou com a terrível notícia da morte dos jovens brasileiros no incêndio de uma discoteca, e em que todos nos sentimos chocados com estas e outras perdas irreparáveis, vale a pena ver este vídeo gravado com 18 câmaras escondidas no Terminal 5 de Heathrow, em Londres, onde Henri-Alex Rubin e a Saatchi & Saatchi organizaram uma performance musical com cantores e orquestra, mas ... sem um único instrumento musical. Vale a pena ver até ao fim porque é genial e a alegria contagia!
publicado por Laurinda Alves às 17:36
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quarta-feira, 9 de Maio de 2012
Love story: todo o filme num minuto



Gosto muito de boa publicidade, de grandes histórias e grandes aventuras contadas em poucos segundos. Depois de trabalhar com a equipa de cinema da Take it Easy, com quem filmei e produzi toda a série Feitos em Portugal, realizada pelo Marco Espírito Santo, fiquei mais próxima da nata de realizadores, editores e produtores que povoam o espaço da Take, aquela espécie de laboratório de ideias, de onde saem grandes, pequenas e médias produções super criativas. Esta proximidade e esta amizade que ficou entre todos, bem como esta sintonia com a marca de uma produtora com quem me identifico do ponto de vista conceptual e estético, faz com que olhe para a publicidade que sai da Take com outros olhos. Depois do filme espectacular do rapaz voador, filmado na África do Sul, no cimo daqueles rochedos inóspitos e fabulosos, a vodafone encomendou mais uma produção. Ouvi a equipa falar de um cão-actor e soube pelo próprio Miguel Coimbra, o autor e realizador deste e do outro filme, que tinha que ser um 'actor' profissional. Agora que vi a performance do cão-actor e todo o enredo da história, cheia de pormenores e micro-detalhes que revelam a sensibilidade e a originalidade de quem filmou, realizou e editou, dou os parabéns a toda a equipa pela qualidade, pela inspiração, pelo suplemento de ternura, pela surpresa e ... pela contratação do cão improvável. Grande pinta, excelente trabalho! Adoro o cão dentro do autocarro, mais o instante de dúvida que fica no ar quando uma caniche elegante se atravessa no seu caminho, e outros frames tão divertidos como inesperados que fazem a diferença nesta história de amor contada em apenas um minuto. 
publicado por Laurinda Alves às 23:43
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
.pesquisar
 
.Feitos em Portugal

Feitos em Portugal

.tags

. todas as tags

.portugueses sem fronteiras
.posts recentes

. 50 MIL EUROS PARA PREMIAR...

. Impossível resistir: a vi...

. Love story: todo o filme ...

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds