Quinta-feira, 14 de Julho de 2011
Dia de colar toda a sinalética nas paredes da Exago

 

É giro observar a movimentação lateral, digamos assim, de um grande escritório onde todos estão concentrados no seu trabalho, muito focados e sem tempo para grandes distracções. Como eu aqui faço coisas muito diferentes dos outros e tenho mais pausas, acabo por achar graça a certos detalhes. Como os de hoje, o dia em que veio um rapaz colar e pendurar toda a sinalética do espaço Exago.

 

 

Trabalhar aqui é como habitar uma galeria de arte contemporânea. Ou melhor, é uma combinação de galeria de arte com um laboratório de pessoas com ideias transformadoras, que criam modelos inovadores e inventam sistemas visionários. Falo de consultores de gestão e de programadores de software de inovação, áreas fascinantes mas sobre as quais sei muito pouco. Ou nada.

 

 

O rapaz entrou e saiu em silêncio as vezes que foram precisas, e ainda antes de usar o berbequim para fazer furos nas paredes, já todos tínhamos recebido um mail da Patrícia, a avisar que ia haver barulho. Muito bom. Grande pinta, a eficácia discreta da Patrícia e a maneira como todos aqui partilham o essencial, num open space onde reina um silêncio produtivo, onde raramente se ouvem tocar telemóveis (todos em modo 'silêncio') e onde o tom das vozes raramente perturba quem está concentrado.

 

 

 

A Patrícia Machado é a primeira e a última pessoa que todos vemos à entrada e à saída da Exago, e a sua presença mais o seu profissionalismo, bem como a sua atitude sempre disponível, alegre e terna, é vital para todos nós.  

 

 

Este é o meu lugar à mesa da Exago, um escritório único nesta cidade, onde a dupla de big boss (falo do Pedro da Cunha e o Pedro Carmo e Costa) criaram muito mais do que um espaço fabuloso para trabalhar. O que os dois Pedros estão a construir há vários anos é uma verdadeira cultura de empresa onde cada um é chamado a contribuir, partilhar, acolher e multiplicar os talentos próprios e dos outros. Adorava ser capaz de explicar com detalhe o que se faz na Exago e na Strategos, mas acho que o mais importante fica dito e se percebe.

 

 

O sistema revolucionário e extraordinariamente estético de 'mesa única' à volta de todo o espaço da Exago parte apenas em dois lados, para dar passagem e entrada ao núcleo duro de cérebros e criativos que produzem conhecimento em matéria de consultoria de gestão e de inovação informática.

 

 

 

Aproveitei a pausa do almoço para as fotografias, para não devassar nem embaraçar ninguém. Passei um ano inteiro a falar do espaço espectacular da Garage, onde trabalhei enquanto gravei e editei a série de programas Portugueses Sem Fronteiras (esta noite passa o 11º episódio!), mas confesso que este espaço da Exago ultrapassa tudo o que de melhor conheço em matéria de escritórios em open space. E acreditem que as minhas fotos não revelam nem metade da beleza de tudo, pois falta aqui o essencial, que são as pessoas, a luz e ... as vistas de todas as janelas! 

publicado por Laurinda Alves às 12:50
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
.pesquisar
 
.Feitos em Portugal

Feitos em Portugal

.tags

. todas as tags

.portugueses sem fronteiras
.posts recentes

. Dia de colar toda a sinal...

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds