Quinta-feira, 2 de Agosto de 2012
SE BEBERES NÃO CONDUZAS !

 

 

FAZ HOJE 14 ANOS QUE O SALVADOR TEVE O ACIDENTE QUE O DEIXOU TETRAPLÉGICO. Hoje mesmo foi lançada a nova campanha de prevenção rodoviária da Associação Salvador. O vídeo realizado por Marco Martins é extraordinariamente comovente, mas também muito impressionante e até chocante. Ainda bem que todos tiveram a coragem de o fazer, porque a campanha SE BEBERES NÃO CONDUZAS tem que ter um impacto radical em todos nós. Nesta lógica, os criativos escolheram o caminho mais certo ao recriarem a vida que o Salvador poderia estar a viver se não tivesse sofrido um acidente que o deixou tetraplégico, em cadeira de rodas e dependente dos outros para quase tudo. Tinha 16 anos, tinha saído à noite e tinha bebido uns copos. Só isto. Nunca lhe passou pela cabeça que num minuto a sua vida mudaria para sempre.

publicado por Laurinda Alves às 14:21
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
Quarta-feira, 30 de Novembro de 2011
Mais pessoas e palavras que ficam a fazer eco...

Num tempo de ir pela estrada fora a ouvir testemunhos de pessoas extraordinariamente inspiradoras, dou comigo a aproveitar todas as pausas para focar no tema das capacidades e da verdadeira felicidade. A propósito destes dois temas, deixo aqui a partilha que o Bento Amaral fez no TEDx do Porto em Março deste ano. Tal como as palavras proferidas pelos Cinco nesta Aventura pelo país real, também as palavras do Bento ficam a fazer eco. Gosto muito de fechar o ciclo dos meus 40s entre pessoas como o Salvador, a Filomena, a Filipa e os dois Carlos, mais a equipa de apoio da Associação Salvador. E gosto de trazer para aqui o Bento e fazê-lo presente num tempo tão especial, por tantas razões. Hoje acordo em Castelo Branco mas adormeço em Lisboa e despeço-me da minha equipa já cheia de saudades. Vou embora com muita pena de os deixar, mas vou por boas razões.

 

publicado por Laurinda Alves às 00:35
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 29 de Novembro de 2011
Uma Aventura dos Cinco: testemunhos eloquentes
5 capitais de distrito percorridas em 5 dias, por 5 pessoas portadoras de deficiência que dão um testemunho radical e radicalmente marcante da sua experiência de vida, da maneira como superam obstáculos e vencem barreiras. Gravei um pequeno vídeo com todos menos o Salvador, pois ele continua a ter que estar deitado, mas como todos o conhecem melhor a ele, aqui ficam os outros 4 que participam nesta espécie de Aventura dos Cinco.
publicado por Laurinda Alves às 13:06
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Beja - Portalegre: 2ª etapa da Semana das Capacidades

Estivemos em Beja até ao entardecer. Inaugurámos o ciclo de palestras no grande auditório do Instituto Politécnico de Beja, perante uma plateia cheia de pessoas de todas as idades e muitos estudantes, alguns deles a fazer formação na área da Terapia Ocupacional. Foi uma grande estreia para os Cinco. 

 

Dentro e fora do autocarro o clima é de alegria e cumplicidade. É impressionante ver como este grupo (que nunca foi um grupo no sentido em que nunca se tinha juntado para uma acção desta natureza!) funciona bem e parece estar em absoluta sintonia. Todos muito easy going, sempre a transformar as adversidades em oportunidades. O Carlos Nogueira, que teve uma poliomielite em bebé e não pôde ser tratado porque vivia em África e, na altura, houve ruptura nos stocks de medicamentos, nunca se queixa nem perde a tranquilidade. Ele é o que faz surf adaptado com o filho mais velho e o que tem um humor sempre inteligente. A sua presença é uma benção.  

A Filomena Franco é outra luz neste dream team: irradia força de músculos e fortaleza de caracter. Está qualificada para os Paralímpicos de remo em Londres, mas subtraiu uma semana aos treinos intensivos para poder estar com todos nesta aventura. Aprendo com ela todos os dias. Adoro a sua verdade, a sua integridade, a maneira simples como fala de temas tão sensíveis e delicados como a recente morte do pai e da mãe (os seus grandes pilares!) e a leveza que acrescenta às nossas vidas. Ao seu lado estamos sempre contentes e seguros. 

Montar e desmontar as cadeiras de rodas manuais, depois de todos se transferirem para os seus lugares no autocarro, é a tarefa invisível de quem nos ajuda nesta semana. Falo do senhor António Roque, o motorista que aparece na fotografia em que o Carlos usa o elevador da carrinha, e falo do Éder, o enfermeiro do Salvador. São dois seres humanos exemplares, de uma dedicação extrema e uma disponibilidade sem limites. Simpáticos, empáticos, estão sempre atentos e não deixam escapar nada. Eles mais a Patrícia e a Sofia, o núcleo duro da Associação Salvador, têm tudo previsto e controlado até ao mais ínfimo detalhe. Grande pinta de profissionais!

A Filipa Bento, ao centro, de casaco encarnado, tem ar de miúda mas é uma grande mulher. Nasceu com paralisia cerebral, mas fala e pensa melhor do que muitos de nós. Atirou-se sozinha para um curso de Economia na Universidade de Coimbra, onde a única adptação a deficientes se resumia ao elevador da faculdade, morou numa residência para estudantes onde a sua cadeira de rodas não chegava a todos os lados, mas não se atrapalhou e improvisou uma cadeira de rodas para circular dentro do seu quarto. Comprou uma cadeira de escritório com rodinhas e, com mais ou menos dificuldades, venceu todas as barreiras arquitectónicas. A sua personalidade e a sua abertura à novidade marcam-nos muito. É, além disso, de uma grande delicadeza e generosidade. Tem sempre tempo para todos.

 

Carlos Lourenço, o bricoleur, o artesão que faz bijuterias apenas com a mão esquerda, é a estrela deste roadshow. Onde quer que esteja, brilha, e o seu sorriso mais a sua arte prendem e fascinam multidões. É espantoso ver como um homem que tem apenas a cabeça e o braço esquerdo 100% funcionais, não se atrapalha com nada. Descasca a sua própria fruta, corta e molda sozinho os brincos, colares e acessórios que cria com a sua bateria de alicates e deslumbra plateias com as suas graças e a maneira divertida como fala da sua vida de marido e pai de 4 filhos, a quem sempre mudou as fraldas e de quem cuidou desde que eram bebés. O Carlos faz-nos rir a toda a hora, e sem ele este grupo não era a mesma coisa!

 

Enquanto o Carlos mostra como trabalha apenas com a mão esquerda e exemplifica como corta e cria uma variedade incrível de adereços, o resto do grupo descansa um pouco espera que a multidão disperse para arrumar tudo e voltar ao autocarro. O dia em Beja está quase terminado e todos descontraem antes de sairem do auditório do Instituto Politécnico. O Éder, de quem falei umas linhas atrás, é o que está de pé, claro. 

Quando saímos do Instituto a lua já ia alta no céu e o quarto crescente estava uma beleza. Não consigo mostrar a força desta lua com as minhas polaroids, mas acreditem que estava uma lua mágica, acesa, intensa. 

 

Entrar ao autocarro no fim do dia começa a ser um ritual. Entre cada cidade temos mais de duas horas de caminho, e como são precisos muitos cuidados e muito tempo para que todos fiquem bem sentados e as coisas ordenadas, acabamos por gastar cerca de uma hora desde que decidimos ir embora até partirmos para a estrada.

O Salvador está há 3 meses com uma escara terrível, que tem demorado a cicatrizar, e como não pode correr o risco de rasgar esta ferida tem que viajar deitado. Por imperiosa necessidade de recuperação e de acordo com o médico só pode estar sentado 3h por dia no máximo. Acontece que estas palestras e a sua preparação têm exigido demais dele e embora não se queixe (em anos e anos de amizade e conhecimento mútuo foram muito raras as queixas que lhe ouvi), todos sabemos que mal acabam as palestras tem que voltar a deitar-se. É incrível como tantos de nós deixamos de fazer tanta coisa por estarmos mal dispostos, por termos uma dor de cabeça ou ... por não nos apetecer darmo-nos ao trabalho. O Salvador é uma grande lição para todos, mesmo para os companheiros deste caminho. 

 

 

O ambiente nocturno do autocarro é muito aconchegado, e como estamos todos cansados (emoções a mais, também), acabamos por fazer grande parte dos percursos em silêncio, a descansar e a processar tudo o que aconteceu ao longo do dia. Isto, claro, quando os dois Carlos não estão no eterno despique das graças que têm realmente muita graça... E agora sou eu que me despeço e fico por aqui. Boa noite. Amanhã volto mais ou menos à mesma hora. Entretanto ficam a saber que a próxima conferência vai ser às 14:30 na Câmara Municipal de Portalegre. 

publicado por Laurinda Alves às 00:48
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 28 de Novembro de 2011
Lisboa - Beja: 1ª etapa da Semana das Capacidades

Um autocarro adaptado para 5 cadeiras de rodas, duas delas eléctricas. Uma comitiva de pessoas a quem o mundo insiste em classificar como deficientes mas que são muito-mais-que-eficientes. Um motorista já habituado a estas andanças e uma semana pela frente de carrega e descarrega malas, monta e desmonta cadeiras, mais a parafernália de apetrechos como rampas e outros acessórios sem os quais a vida fora de casa e no espaço público é impossível para quem tem limitações físicas.

 

 

A Filomena é uma das nossas atletas paralímpicas apuradas para os Jogos de Londres. Faz remo e é uma força da natureza. E um sorriso feito gente. Aliás, a Filomena, os dois Carlos, a Filipa e o Salvador são a imagem viva da alegria de viver, passe a redundância. O Carlos Nogueira, na fotografia de baixo, tem uma gargalhada fácil e contagiante. Paraplégico, é pai de dois filhos e faz surf adaptado, entre outras coisas.

 

O Carlos Lourenço, que aparece na primeira fotografia do lado esquerdo, usa apenas uma mão mas faz jóias e bijuteria, é casado há 25 anos e tem 4 filhos. Ambos os Carlos têm um enorme sentido de humor, mas aquilo que melhor os caracteriza e mais me sensibiliza é a generosidade e a abertura de coração. Vou com estes Cinco pela estrada fora numa aventura inédita: percorrer 5 capitais de distrito a moderar palestras em que cada um vai dar o seu testemunho de vida. A viagem ainda agora começou e já me apetece escrever um livro...

 

 

Graças ao Salvador e ao trabalho das equipas da Associação que ele fundou alguns anos depois de ter tido o acidente que o deixou tetraplégico, todos nós estamos muito mais conscientes da urgência de transformar Portugal num país acessivel. Ter handicaps físicos ou outros ainda é muito limitador neste país, mas é com acções como esta Semana das Capacidades que se mudam mentalidades e se vencem barreiras. Já agora e porque o crowdfunding continua em grande, a Carla Oliveira já vai em quase 40% de financiamento. Passem pelo site e ... passem palavra!

A primeira palestra é hoje às 14:30 no Auditório 1 do Instituto Politécnico de Beja. Quem estiver por cá, está convidado!

publicado por Laurinda Alves às 01:59
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Domingo, 20 de Novembro de 2011
É impossível ficar indiferente à Carla Oliveira, mas não só...


Continuo a acompanhar quase diariamente o andamento do sistema de crowdfunding proposto pela Associação Salvador, para preencher a vida de pessoas com necessidades especiais, e é impressionante a generosidade dos que contribuem. A Carla Oliveira é a sétima pessoa a beneficiar deste apelo às multidões anónimas que se envolvem em causas e dão passos concretos para apoiar pessoas concretas. Que bom que é também podermos ficar a conhecer um bocadinho as pessoas através dos seus vídeos. Como sou voluntária da Associação Salvador, estou em vésperas de participar no roadshow que vai percorrer algumas das principais capitais de distrito do país profundo. Durante 5 dias e 5 noites o Salvador e a sua equipa de voluntários com e sem limitações físicas, vão dar testemunho e falar das questões ligadas à deficiência, numa acção que pretende despertar a consciência geral sobre estas matérias. Vou estar com eles 3 noites e 3 dias e vai ser um privilégio poder acompanhá-los e partilhar o dia-a-dia desta extraordinária equipa de gente mais-que-eficiente.
publicado por Laurinda Alves às 13:19
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 27 de Outubro de 2011
ES-PEC-TA-CU-LAR!

Num tempo de crise, angústia e sofrimentos é impossível não sublinhar a força da solidariedade e do espírito de entre-ajuda. De ontem para hoje o projecto preencha esta vida já reuniu imensos apoios e já começou a ajudar pessoas. O primeiro donativo foi para um aparelho parecido com um elevador que faz as vezes dos braços dos pais que já não têm forças para pegar no seu filho ao colo, para o levantar da cama e o transferir para a cadeira de rodas, ou para o içar da banheira para voltar a colocá-lo na cadeira de rodas, para dar apenas dois exemplos comuns de rotinas diárias. Bem hajam todos os que estão atentos e contribuem para preencher as vidas dos que mais precisam! Depois de conseguirmos a grua para o Ruben temos que ajudar o Fernão a conseguir uma cadeira elevatória. Ou seja, não podemos parar...

publicado por Laurinda Alves às 00:00
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Terça-feira, 25 de Outubro de 2011
Crowdfunding: é preciso uma multidão para apoiar e ajudar!

 

Estive na cerimónia de entrega dos apoios da "Acção Qualidade de Vida", promovida pela Associação Salvador. Graças ao apoio de vários mecenas a Associação Salvador atribuiu 100 mil euros a 31 pessoas portadoras de deficiência. Impressiona sempre a força com que estas e outras pessoas, mais as suas famílias, lidam com a adversidade de serem diferentes num mundo que se pretende de iguais e não está desenhado para quem tem limitações físicas ou outras. Durante a cerimónia houve vários testemunhos reais de homens, mulheres e crianças que receberam (ou estão em vias de receber!) apoio da Associação Salvador para comprar cadeiras de rodas, computadores e 'elevadores' e todos sentimos o impacto deste tipo de ajudas. A propósito da necessidade de ajudarmos cada vez mais pessoas com handicaps, o Salvador Mendes de Almeida aproveitou o momento para divulgar uma nova

plataforma de angariação de fundos: o Crowdfunding. Graças a esta plataforma todos nós podemos contribuir directamente para a qualidade de vida de uma pessoa portadora de deficiência. Pedro Mota Soares, Ministro da Solidariedade e da Segurança Social, inaugurou esta plataforma com um depósito feito online, com 3 ou 4 simples clics. Cada um de nós pode fazer o mesmo e ajudar pessoas reais com limitações graves a aliviar os seu dramas diários. Basta seguir este link e ... dar um donativo para preencher uma vida. Por mais pequeno que seja, é essencial!

 

 

publicado por Laurinda Alves às 22:59
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
.pesquisar
 
.Feitos em Portugal

Feitos em Portugal

.tags

. todas as tags

.portugueses sem fronteiras
.posts recentes

. SE BEBERES NÃO CONDUZAS !

. Mais pessoas e palavras q...

. Uma Aventura dos Cinco: t...

. Beja - Portalegre: 2ª eta...

. Lisboa - Beja: 1ª etapa d...

. É impossível ficar indife...

. ES-PEC-TA-CU-LAR!

. Crowdfunding: é preciso u...

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds