Sexta-feira, 16 de Janeiro de 2009
Dias sem rede... mas só por falha da internet!

 

Ando por aqui a mil, numa vida acelerada e com problemas na net, e daí também a minha ausência. Ontem fui à inauguração da exposição de fotografias de Jorge Colombo na Casa Fernando Pessoa e fiz uma entrevista ao Jorge que ainda não consegui publicar por estar a usar um PC que não é meu e está sempre a ser preciso.

 

Vale a pena ver Lisboa Revisitada pelo Jorge Colombo, que saiu de cá há 20 anos porque se apaixonou por uma americana, casou com ela e ... não voltou. Começou por viver em Chicago e agora mora em Nova Iorque e faz imensa falta aqui. Aliás o Jorge Colombo é daquelas pessoas que fazem sempre falta onde não estão. Digo isto porque o conheço bem e porque adoro toda a sua arte, seja fotográfica, gráfica, literária e outras.

 

Esta manhã estive no Centro de Congressos do Estoril a comentar uma conferência do Prof. Gomes Pedro, pediatra célebre pela sua ciência e por ser um dos grandes defensores dos direitos das crianças, que falou justamente sobre o sentimento de pertença. Tenho uma verdadeira devoção por Gomes Pedro e foi com um misto de prazer e ternura que o ouvi e, depois, o comentei. Também o entrevistei para o blog mas a entrevista fica na fila de espera até eu resolver os problemas com a net.

 

Entretanto estou de mala feita à porta, a caminho de Águeda e Aveiro. Mais logo dou notícias. O dia vai continuar acelerado mas tudo por boas causas. Sorte a minha!

 

publicado por Laurinda Alves às 13:55
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2009
Ano novo, vida nova!

Quinze dias depois de 2009 ter começado e vinte dias depois da queda da minha mãe dou comigo a sentir que hoje inauguro verdadeiramente um novo ano. Embora a manhã ainda tenha sido passada no hospital, o facto de a minha mãe ter percorrido pelo seu pé (com a ajuda do andarilho, claro!) o longo corredor da Unidade onde esteve internada encheu-nos a todos de confiança. O pior definitivamente já passou. Que bom!

 

Hoje é um dia importante por esta pequena-grande conquista e também por marcar o início de um tempo novo na minha vida: durante quatro meses e meio vou passar metade da semana, todas as semanas, a percorrer o país de norte a sul (ilhas incluídas, naturalmente) em acções de campanha para as eleições europeias.

 

Confesso que adoro este contacto com as pessoas e sinto que mais do que um desafio, é um enorme privilégio poder fazê-lo por causas em que acredito. O facto de o MEP ser um partido recém-criado, sem recursos financeiros nem margem para extravagâncias mediáticas ou de comunicação, faz com que esta campanha dure os quatro meses e meio que faltam até às eleições (marcadas para dia 7 de Junho). Acho uma sorte esta falta de recursos pois exige de todos nós ainda mais verdade e criatividade.

 

Amanhã vou estar em Águeda e no sábado em Aveiro, cidade onde me sinto completamente em casa. Passo a vida a ir a Aveiro, seja para a Feira do Livro, para participar em conferências, encontros e debates temáticos, ou para os meus Exercícios Espirituais numa casa maravilhosa na Costa Nova, entre a ria e o mar. Gosto muito de começar por aqui e de voltar a Águeda.

 

Se tudo correr bem, a partir de amanhã terei o meu segundo blog onde escrevo as minhas Crónicas de Campanha. Este blog continua a ser um espaço abrangente onde cabe a substância da vida e coisas tão diversas como as que compôem a sua história. Espero que esta duplicação na escrita não seja 'esquizóide' no sentido de desenvolver em mim uma espécie de segunda ou terceira personalidade...

 

Digo isto a rir, como graça, mas também com o realismo de quem sabe que os próximos tempos vão ser vividos em contra-relógio, numa corrida contra o tempo em que muitos dias será difícil (senão mesmo impossível!) alimentar dois blogs. Se for esse o caso ou quando for esse o caso, já sabem que não é falta de interesse em estar aqui ou uma preferência por estar ali. É apenas falta de tempo. E só!

 

Este blog vai ter um link permanente para o novo blog e, por isso, os que tiverem mais saudades aqui, podem procurar-me ali. Boa? E agora não resisto a deixar aqui o meu primeiro cartaz de campanha nesta minha condição de 'nova política' e candidata independente pelo MEP. Aqui fica a partilha do dia de hoje, com a verdade e o entusiasmo que me movem nesta fase em que tudo é muito exigente mas também muito desafiador. Espero estar à altura quer na família, quer na vida!

 

  

publicado por Laurinda Alves às 13:50
link do post | comentar | ver comentários (35) | favorito
.pesquisar
 
.Feitos em Portugal

Feitos em Portugal

.tags

. todas as tags

.portugueses sem fronteiras
.posts recentes

. Dias sem rede... mas só p...

. Ano novo, vida nova!

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds