Terça-feira, 8 de Fevereiro de 2011
Lições de vida

 

Hoje uso uma fotografia de Manuel Correia para contar um pequeno episódio eloquente do caracter de alguém que tenho como exemplo de vida, de generosidade e de bondade, alguém que amo com todo o coração, mas com quem nem sempre tenho um diálogo fácil. Falo do meu pai, que é uma das melhores pessoas que conheço, que consegue superar todas as barreiras e os obstáculos, transcendendo-se em cada dia. Como todos os bons pais, o meu está sempre atento aos filhos e cuida dos mais ínfimos detalhes. Por vezes exagera e nós reagimos. Neste fim-de-semana estávamos em família à lareira, mais ou menos calados, num daqueles serões em que uma filha lê, a outra conversa, os pais estão por ali e chega. De repente apeteceu-me engraxar as minhas botas e pedi-lhe a caixa de madeira com as graxas. Ele, igual a si próprio, trouxe tudo, mas foi-me dizendo que não devia fazer isso à noite, porque de dia se vê melhor e por aí adiante. E eu: "mas está-me mesmo a apetecer fazer isso agora, pai. Vá lá, não esteja sempre a dizer-me o que devo fazer, já não sou uma criança" (esta minha versão é muito chata, devo dizer. Tenho pena mas é verdade). E o meu pai a insistir: "de dia vê-se muito melhor, mas tu é que sabes." E eu, achando que sim que sabia, lá ia espalhando graxa nas botas de que mais gosto, que são pretas e uso quase todos os dias. Ele calado e eu também. Até que a luz das chamas fez rebrilhar uma cor esquisita na bota que eu estava mesmo a acabar de engraxar. De repente olhei e num sobressalto vi o desastre que acabara de acontecer: a bota estava impecavelmente engraxada de castanho! Nem queria acreditar. Olhei para o meu pai a tentar avaliar se ele estava a ver o mesmo que eu, mas ele continuava a ler o jornal aparentemente esquecido do nosso diferendo e da minha teimosia. Por breves segundos ainda pensei esconder as botas e fingir que estava tudo feito e bem feito, mas não fui capaz. Acabei por interromper a sua leitura. "Pai, tinha razão, olhe o que aconteceu: agora tenho uma bota preta e outra castanha!". E ele, sem me condenar, levantou os olhos do jornal e viu o que estava à vista. Não disse uma única palavra, nem lhe passou pela cabeça lembrar-me que me tinha avisado, e é essa a sua grande lição. Não só não condenou, como na manhã seguinte pegou no carro para me levar a uma drogaria da sua confiança para comprarmos uma graxa suficientemente forte e preta para apagar todos os vestígios de castanho. Lá fomos, mesmo em cima da hora do almoço e do fecho da drogaria, eu ainda relutante e meio chateada, ele com aquela atitude querida e verdadeiramente paternal de quem só está ali para ajudar. Comprou a super graxa preta, pagou tudo e viemos embora sem uma palavra de recriminação ou ironia. Grande pinta. Quando for crescida quero ser como ele.

publicado por Laurinda Alves às 00:05
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
Domingo, 6 de Fevereiro de 2011
Grande dia, hoje!

 

Depois de 2 semanas de viagem, eis que deixa de haver silêncio neste canto da casa.

publicado por Laurinda Alves às 13:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 27 de Dezembro de 2010
Cinquenta e dois anos são uma vida

 

Os nossos pais fazem hoje 52 anos de casados e não podemos estar mais felizes por eles. E por todos nós, que lhes devemos a vida, e que aprendemos com eles todos os dias. Cinquenta e dois anos é uma vida longa para qualquer casamento, especialmente nos dias que correm. Jamais conseguirei traduzir por palavras o orgulho, o amor e a gratidão que sinto pelos meus pais, por terem atravessado tempos fáceis e difíceis sem nunca quebrar, conseguindo sempre fazer das fraquezas, forças. E nunca serei capaz de lhes dizer que é um privilégio sem tamanho ser sua filha. Se hes digo isto sorriem e agradecem, mas acham que não sou imparcial para julgar. Parcial ou imparcial, sei que sou filha de um casal para quem a família é a primeira e a última prioridade. Tiveram 5 filhos e 5 netos (por enquanto) e nunca, nunca os vi indisponíveis para nos acolher, para nos ajudar, para estarem sempre que faz sentido ou precisamos. Mais, a leveza que trazem às nossas vidas impressiona-nos a todos, pois nunca se queixam de nada e tudo é feito com amor e alegria. Graças a Deus estão razoavelmente bem de saúde, são completamente autónomos e  vivem uma vida tranquila. São um verdadeiro exemplo para nós, filhos e netos. Defeitos? Devem ter, claro, mas só me ocorrem sempre as virtudes que encontro neles porque são elas que nos marcam e hoje me enchem de uma ternura que transborda por podermos celebrar todos juntos esta data.

publicado por Laurinda Alves às 09:51
link do post | comentar | ver comentários (23) | favorito
Sábado, 25 de Dezembro de 2010
Parabéns, querido Paulo!

 

No dia de Natal temos o nosso Presépio familiar, por assim dizer. O Paulo faz anos e celebramos sempre uma dupla festa. Este é o meu irmão "mais": o mais alto, o mais terno, o mais dedicado, o mais emocional, o mais divertido, o mais criativo, o mais desastrado em gestos (porque é realmente muito alto e a amplitude dos seus braços é enorme, note-se!), o mais original e sempre o mais apostado em ser feliz e fazer os outros mais felizes à sua volta. Parabéns, querido Paulo!

publicado por Laurinda Alves às 11:31
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 24 de Dezembro de 2010
Postal de Natal

 

A caixinha de tesouros de Natal do filho de uns amigos meus, onde ele guarda as bolas partidas ou sem pé de arame para pendurar na árvore, e tudo o que sobrou este ano, mais o seu "elepardo" de estimação. Gosto da figura do "elepardo", que é a mistura improvável de um elefante com um leopardo... Bom Natal a todos! Espero sinceramente que apesar de todas as perdas, crises, ausências, dores e sofrimentos, este dia seja vivido o melhor possível por cada um de nós.

publicado por Laurinda Alves às 12:42
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
Domingo, 19 de Dezembro de 2010
Presépio com jacarés, hipopótamos e girafas

 

Gosto de criatividade nas decorações de Natal e adoro ver o que as crianças inventam. Os filhos de dois grandes amigos meus encheram o presépio de animais do jardim zoológico e colaram nos vidros das portas dezenas de bichos coloridos: papa-formigas, koalas, jacarés, girafas, hipopótamos, tucanos, pelicanos, enfim tudo o que havia no livro de autocolantes do zoo. No Presépio colocaram um macaco de plástico duro muito feio, grande e grotesco, e quando perguntei o que é que ele estava ali a fazer e esbocei um gesto para lhe pegar, eles gritaram: "Não!!! É o macaco do Presépio! Não pode tirar, porque ele tem um bebé ao colo." Concentrei-me melhor naquela figura sinistra, pousada nas palhinhas, e percebi tudo. Para as crianças de 2 e 3 anos qualquer boneco que tenha um filho-bebé ao colo é digno de altar. Seja.

publicado por Laurinda Alves às 00:20
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Sábado, 18 de Dezembro de 2010
Parabéns, Catarina querida!

 

Mais uma fotografia tirada pela Mariana Sabido para celebrar hoje o dia de anos da Catarina, minha irmã. Tirando a mãe, nenhuma de nós está extraordinariamente bem, mas não faz mal porque aquilo que hoje celebramos em família é o amor que nos une e esta alegria que a Catarina trouxe e traz às nossas vidas. Esperei 12 anos por ela, e o dia em que nasceu foi um dos mais felizes da minha vida. Sempre quis ter uma irmã, mas ela demorou a chegar. Valeu a pena esperar porque ela é para todos nós muito mais do que um sonho tornado realidade. Com a Catarina eu aprendo muita coisa, mas o que mais me marca na sua personalidade forte é a sua bondade de coração, a generosidade, a tranquilidade, a força, a integridade e a verdade com que revela a alegria e a tristeza. E o seu lado sonhador e eternamente girlish. Conheço muitas pessoas, mas não conheço ninguém como a Catarina e não o digo por ser sua irmã. Digo-o por ela, por ser quem é e como é. Parabéns, Catarina querida!

 

publicado por Laurinda Alves às 12:41
link do post | comentar | ver comentários (23) | favorito
Segunda-feira, 13 de Dezembro de 2010
Fazemos todos anos em Dezembro!

 

Volto às fotografias que a Mariana Sabido tirou à nossa família numa tarde muito divertida, cheia de abraços, cumplicidades e gargalhadas, para dar os parabéns ao meu irmão Mané, que faz hoje anos. Nascemos os quatro em Dezembro e, por isso, este mês é uma alegria permanente e uma festa sem fim. Parabéns queridos pais!

 

publicado por Laurinda Alves às 00:28
link do post | comentar | ver comentários (18) | favorito
Sexta-feira, 3 de Dezembro de 2010
Era uma vez outro piano

publicado por Laurinda Alves às 00:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 18 de Novembro de 2010
Flores e Filosofia

 

Eis o ramo de flores que o Diogo me entregou no fim de uma tarde de conversa no Colégio do Sagrado Coração de Maria, a propósito do Dia da Filosofia. Devo as flores, a conversa e estas horas tão bem passadas, rodeada de 90 alunos com idades entre os 14 e os 16 anos, à professora Ângela Curral. Leitora assídua deste blog, a Ângela desafiou-me a dar uma 'aula' sobre política e cidadania aos seus alunos e como é professora de Filosofia, esperou pelo Dia da Filosofia no Colégio. Hoje estes teens fizeram a diferença no meu dia! Adorei ter ido ao 'Sagrado' (nome pelo qual também é conhecido o colégio) depois de ter passado a manhã inteira na sala de espera de um hospital, num círculo mais íntimo e familiar, a dar (e a receber!) forças enquanto um bebé muito pequenino e muito querido, filho de dois grandes amigos, era operado ao coração. Os dias que se seguem continuam a ser difíceis e delicados, mas estamos juntos e esta certeza ajuda a atravessar o sofrimento e a viver a angústia. Há casais e famílias inteiras que são verdadeiros monumentos de coragem. É o caso.

publicado por Laurinda Alves às 17:15
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
.pesquisar
 
.Feitos em Portugal

Feitos em Portugal

.tags

. todas as tags

.portugueses sem fronteiras
.posts recentes

. O tempo voa!

. The best is yet to come.....

. Saudades de Bolonha

. Hoje o meu pai faz 80 ano...

. O nosso fim-de-semana de ...

. Dois anos, a idade mais g...

. Dia da Mãe, dia de famíl...

. Famílias na Costa Vicenti...

. Avô e neta

. Fim-de-semana de Carnaval...

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds