Sábado, 19 de Novembro de 2011
Mil Quê e Oitenta e Quatro

 

Recebi o Mil Quê e Oitenta e Quatro das mãos da minha querida editora e amiga Maria João Lourenço, tradutora Murakami. Nada melhor do que um bom livro para ler nestes dias de chuva mais ou menos intermitente. Apesar de neste fim-de-semana também ter que ler umas dezenas de textos candidatos ao Prémio de Jornalismo Jovens Talentos, promovido pela Comissão Nacional da UNESCO (sou júri deste prémio), vai-me saber pela vida começar o primeiro de três livros desta nova saga Murakami.

Bom fim-de-semana!

publicado por Laurinda Alves às 16:36
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 5 de Outubro de 2011
Saudades do Douro em tempo de vindimas

 

Neste feriado do 5 de Outubro e por estas alturas penso sempre no Douro, nem sei bem explicar porquê. Talvez porque em alguns anos passei ali alguns dias de vindimas e pós-vindimas maravilhosos. Hoje acordei com esta imagem do rio e das encostas e como também para mim o Douro é um dos lugares mais bonitos do mundo, aqui fica com o suplemento de nostalgia que esta época de fim de Verão, fim de vindimas e prenúncio de Outono trazem. Bom feriado!

publicado por Laurinda Alves às 12:17
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Quinta-feira, 21 de Julho de 2011
Oito dias ausente

Vou estar fora até dia 29 e durante esta semana não vou ver mails nem actualizar o blog. Tenho pena de partir sem conseguir deixar aqui os dois últimos episódios da série Portugueses Sem Fronteiras, mas desta vez ainda não foi possível fazer o upload dos programas para o Vimeo. Se conseguir fazê-lo até ao início da tarde, deixo o 12º episódio e recordo que a série termina amanhã. Se não for tecnicamente possível importá-lo para o blog ele pode ser visto a partir de amanhã directamente no Vimeo (basta clicar num dos meus links nos outros programas!) e a publicação no blog fica para depois de dia 28, o dia em que volto a casa. Obrigada a todos pela vossa presença sempre tão próxima e tão verdadeira, quer na convergência quer na divergência. Gosto muito deste grupo alargado de pessoas que se cruzam neste espaço e vou ter saudades! Até já :)  

P.S.: Só mais umas linhas para agradecer de coração inteiro todas as mensagens sobre o meu filho. Ele está a melhorar e em breve poderá deixar as muletas. Felizmente está animado e a fazer a sua vida já com razoável normalidade. Acreditem que o primeiro mês foi duro, muito duro, mas agora graças a Deus tudo está a evoluir bem. É apenas uma questão de tempo e paciência. 

publicado por Laurinda Alves às 12:06
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
Sexta-feira, 15 de Julho de 2011
Aprender uma coisa por dia num site novo e divertido

 

 

 

 

Learn Something Every Day é um projecto diário que nasceu no Reino Unido com design da Young, uma marca empenhada em desenvolver outras marcas e apostada em dar visibilidade e impacto a ilustradores e gente ligada ao design gráfico interessada na interactividade. Quem me falou deste site foi a Vânia Vargues, aqui da Exago. Achei graça ao conceito e ao sentido de humor associado aos (ainda) poucos desenhos que já existem no site. Como se trata de um projecto com vocação interactiva, deixo aqui um pedido dos criativos Young: quem quiser entrar em contacto e partilhar factos ou dados menos conhecidos, pode mandar um mail para fact@learnsomethingeveryday.co.uk. Fica o desafio. Ah! E ficamos também a saber que as vacas são o único animal para além do homem que escolhe 'mehores amigos' entre a multidão; que o primeiro smile escrito apareceu em 1982 e que ter 32 anos equivale a existir há mil milhões de segundos.  

publicado por Laurinda Alves às 00:02
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Sábado, 25 de Junho de 2011
Eis que o Inverno já passou

 

Deixa que a respiração profunda

do teu Ser aconteça. Só isso. Não

interrogues, nem busques. Deixa

que seja Deus a procurar-te. Não

caminhes. Ele virá ao teu encontro.

Não procures contemplar. Permite,

antes, que Deus te contemple. Não

rezes. Deixa que, em silêncio, Ele

reze o que tu és.

 

 in Um Deus que Dança, José Tolentino Mendonça

publicado por Laurinda Alves às 11:38
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
Sábado, 4 de Junho de 2011
Flores suspensas

 

Gosto deste arranjo de flores suspenso em panos que alguém se lembrou de colocar na Basílica dos Mártires, no Chiado. É bonita a combinação da pedra, da luz e das flores.

 

tags:
publicado por Laurinda Alves às 10:31
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Terça-feira, 31 de Maio de 2011
Sem pegada ecológica

 

Instantâneos da vida na cidade de Lisboa: na sexta-feira passada ao fim da tarde dei com este cortejo de bicicletas a desfilar pela Avenida de Roma. Não sei de onde vinham nem para onde iam, mas gostei de assistir e gostei do silêncio e da quietude que, de repente, atravessou aquela avenida.  

 

 

 

Diz o Paulo Lopes, no comentário a este post, que este grupo era da Massa Crítica. Que giro, vou experimentar ir no próximo dia 25. Obrigada pelas pistas, Paulo! Aqui fica também o link do Lisbon Cycle Chic.

publicado por Laurinda Alves às 16:50
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quinta-feira, 3 de Fevereiro de 2011
A alegria é a coisa mais séria da vida

 

Concordo inteiramente com este slogan de um cartaz que fotografei

em Serralves, onde está a decorrer a exposição Às Artes, Cidadãos!

Até Março tudo, ou quase tudo, em Serralves é sinal de activismo,

cidadania, revolução, utopia, democracia, comunidade e militância.

Gosto da ideia da alegria fundamental, estrutural e estruturante.

Não da alegria dos 'contentinhos da vida', sempre dispostos a fingir

que são felizes e a parecer que nada os afecta. Isso nem é alegria...

publicado por Laurinda Alves às 11:48
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Terça-feira, 28 de Dezembro de 2010
Sombras chinesas

 

 

Gosto de ver o sol desenhar e ampliar sombras nas paredes e nos objectos das casas.

É um gosto como outro qualquer, mas realmente acho graça a este plus decorativo...

 

tags:
publicado por Laurinda Alves às 00:45
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 19 de Dezembro de 2010
Presépio com jacarés, hipopótamos e girafas

 

Gosto de criatividade nas decorações de Natal e adoro ver o que as crianças inventam. Os filhos de dois grandes amigos meus encheram o presépio de animais do jardim zoológico e colaram nos vidros das portas dezenas de bichos coloridos: papa-formigas, koalas, jacarés, girafas, hipopótamos, tucanos, pelicanos, enfim tudo o que havia no livro de autocolantes do zoo. No Presépio colocaram um macaco de plástico duro muito feio, grande e grotesco, e quando perguntei o que é que ele estava ali a fazer e esbocei um gesto para lhe pegar, eles gritaram: "Não!!! É o macaco do Presépio! Não pode tirar, porque ele tem um bebé ao colo." Concentrei-me melhor naquela figura sinistra, pousada nas palhinhas, e percebi tudo. Para as crianças de 2 e 3 anos qualquer boneco que tenha um filho-bebé ao colo é digno de altar. Seja.

publicado por Laurinda Alves às 00:20
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
.pesquisar
 
.Feitos em Portugal

Feitos em Portugal

.tags

. todas as tags

.portugueses sem fronteiras
.posts recentes

. Memórias que se guardam p...

. Mau humor?

. Voltar à vida, à luz, ao ...

. Feitos à mão, feitos em P...

. Tribos underground

. Kiev de repente tão próxi...

. Uma festa de eléctrico no...

. Ler e escrever, dois dos ...

. O nevoeiro no montado, fo...

. Coimbra B

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds