Quarta-feira, 6 de Junho de 2012
Sancha Trindade e a sua nova Plataforma Atlântica

Sancha Trindade, uma das lisboetas que sabe mais sobre a sua cidade, que conhece o melhor que ela esconde e revela, acaba de lançar uma nova plataforma online onde podemos navegar com tempo e liberdade sempre que nos apetecer saber mais, conhecer melhor e ter por onde ir. 

 

Autora do blog Lisboa na ponta dos dedos, a Sancha escreve em revistas nacionais e internacionais de moda e Lifestyle, mas também em jornais como o Expresso. Hoje lançou a Plataforma Atlântica que abre com Lisboa e o Porto para o resto do mundo. Muito bom. Muitos parabéns! Vivam as ideias criativas e as pessoas cujo talento passa por multiplicar os talentos dos outros, mesmo que seja a dar pistas para tirarem mais e melhor partido das cidades que habitam e visitam. 

publicado por Laurinda Alves às 01:10
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 29 de Maio de 2012
TEDx Aveiro: grande pinta de equipa e ... todos voluntários!

Não posso nem quero deixar de dizer publicamente o que já disse em privado a esta equipa de voluntários que organizou o TEDx Aveiro: foram espectaculares e o sucesso deste TEDx deve-se a todos e a cada um dos elementos deste dream team. Muitos parabéns! Durante meses a fio deram o melhor de si e do seu tempo à organização de um evento concebido para revelar e multiplicar os talentos dos outros. Conseguiram fazer deste dia, um dia memorável. Obrigada pela parte que me tocou, quer como oradora quer como espectadora das talks dos outros. Encheram-me de coragem e confiança e graças à vossa generosidade, abertura e sensibilidade o TEDx Aveiro foi, para mim, uma prova superada. Valeu a pena a experiência e valeu a pena seguir os vossos conselhos, preparar e ensaiar, mesmo quando não era nada disso que apetecia ou pior, não me sobrava o tempo nem a energia para tanto. Foi uma lição, acreditem. Impressiona-me sempre o testemunho de gratuidade dos que fazem voluntariado, seja em causas cívicas, humanitárias ou nas áreas de empreendedorismo social e comercial. O vosso exemplo e a vossa alegria são uma marca indelével e uma memória que fica a fazer eco para sempre. Grande pinta!

 

publicado por Laurinda Alves às 22:47
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 23 de Maio de 2012
Ricardo Araújo Pereira, Nuno Markl e eu no 5' PMN

 

Eis o anúncio que está online no site da RTP 1, com outra imagem: 

"Nuno Markl recebe dois convidados estreantes no 5 PMN: Ricardo Araújo Pereira e Laurinda Alves. Ele é bom rapaz, de tímido não tem nada, e conquistou o público com o seu humor. Ela é jornalista e autora de programas como "Portugueses sem Fronteiras" e "Feitos em Portugal". Já publicou seis livros e já teve a honra de entrevistar Ricardo Araújo Pereira. Hoje, troca de lugar com o Markl, porque é ele que vai fazer as perguntas. A fechar o programa, os Anaquim vão dar-nos música. Tudo pode acontecer... Não percam!"

publicado por Laurinda Alves às 14:03
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Domingo, 13 de Maio de 2012
Homenagem ao Bernardo Sassetti

A homenagem ao Bernardo Sassetti na Basilica da Estrela foi um momento inesquecível para todos os que estivemos presentes. Pedro Burmester e Mário Laginha tocaram com lágrimas e dor, paixão e entrega, algumas composições felizes do Bernardo. Muito comovente. A orquestra, os coros e os músicos da família que tocaram e cantaram com inspiração foram igualmente sublimes. A Basílica desabou em palmas durante longos minutos. Uma eternidade. O Bernardo encheu as nossas vidas de vida. E de música, claro. No fim encontrei uma família de amigos também eles muito próximos da família do Bernardo, que me passaram o link de uma entrevista que eu própria fiz ao Bernardo em 2006, na XIS. Aqui fica, mais um vídeo do Bernardo a tocar a música que compôs para o filme Alicehttp://www.publico.pt/Cultura/seria-muito-infeliz-se-me-dedicasse-so-a-musica-1545652?p=1  

 

 

 

 

 

 

publicado por Laurinda Alves às 00:39
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Sexta-feira, 11 de Maio de 2012
Para sempre

Bernardo, meu amigo muito querido, obrigada por tudo o que nos deste, que foi tanto e durante tantos anos. Obrigada pelo piano tocado para nós, por nós. Obrigada pela generosidade sempre, pela alegria dos momentos mais e menos musicais vividos entre amigos, pelas conversas todas, pelo entusiasmo pelas ideias de cada um, pela confiança em nós, pela originalidade do teu olhar, pelo desenho oferecido de um código de barras com música pintado com tinta da china. Obrigada pela maneira como ouvias e ensinavas a ouvir, por tudo o que aprendemos contigo, através de ti. Continuas no nosso coração até ao fim dos tempos. Em nossa casa passou a haver piano e mais música por causa de ti.

 

publicado por Laurinda Alves às 17:19
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
Estreia no Dialogue Cafe, com ligação Lisboa/Cleveland

Inaugurei hoje a 'minha' sala do Dialogue Cafe, na Fundação Gulbenkian, com uma ligaçao Lisboa/Cleveland, Ohio, sobre crianças com necessidades educativas especiais. Do lado de lá a Wendy e a Taan Saphiro, falaram de projectos com crianças cegas no Uganda; do lado de cá Miguel Palha, neuropediatra do desenvolvimento e especialista no acompanhamento a portadores de Trissomia 21, mais duas mães de crianças com T21 que são muito activas e multiplicam talentos e esforços nestas áreas da integração e valorização da diferença. A Francisca Prieto e a Marcelina Souschek criaram projectos admiráveis que apoiam o Centro Diferenças, mas também contribuem para mudar mentalidades e transformar o olhar sobre estes e outros handicaps. Durante mais de uma hora estivémos todos sentados à volta da mesa numa intensa partilha de conhecimentos e experiências. Esta troca só foi possível graças ao sistema de Telepresença da Cisco, a ferramenta ideal para ligar pessoas de todo o mundo e de todas as áreas, para passar palavra e fazer a diferença nos universos em que gravitamos e temos influência. É fascinante perceber como nestas sessões de Dialogue Cafe as pessoas se conhecem e dão a conhecer, como vibram com as ideias umas das outras e como sentem que de certa forma passam a estar próximas. Ouvir a Taan falar do que vive e experimenta no Uganda, com crianças com handicaps físicos e outros, deixou-nos a todos mais conscientes daquela realidade, mas também mais certos de estarmos todos a contribuir para um mundo melhor. Os ecos de Cleveland chegaram logo a seguir ao Dialogue Cafe e tal como a Wendy disse, mais do que uma partilha de ideias e experiências, este DC selou o início de uma amizade. A partir destas conversas inaugurais, muitas parcerias e ideias podem surgir nestas e noutras áreas, com estes ou outros protagonistas. Grande, grande pinta! Graças ao olhar visionário do Diogo Vasconcelos e do team Cisco/Aliança das Civilizaçoes/Nações Unidas/Gulbenkian o Dialogue Cafe vai revelando todo o seu potencial. Em breve volto ao tema para dizer quantos DC já há espalhados pelo mundo e como é que tudo isto se processa.

publicado por Laurinda Alves às 00:27
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 9 de Maio de 2012
Love story: todo o filme num minuto



Gosto muito de boa publicidade, de grandes histórias e grandes aventuras contadas em poucos segundos. Depois de trabalhar com a equipa de cinema da Take it Easy, com quem filmei e produzi toda a série Feitos em Portugal, realizada pelo Marco Espírito Santo, fiquei mais próxima da nata de realizadores, editores e produtores que povoam o espaço da Take, aquela espécie de laboratório de ideias, de onde saem grandes, pequenas e médias produções super criativas. Esta proximidade e esta amizade que ficou entre todos, bem como esta sintonia com a marca de uma produtora com quem me identifico do ponto de vista conceptual e estético, faz com que olhe para a publicidade que sai da Take com outros olhos. Depois do filme espectacular do rapaz voador, filmado na África do Sul, no cimo daqueles rochedos inóspitos e fabulosos, a vodafone encomendou mais uma produção. Ouvi a equipa falar de um cão-actor e soube pelo próprio Miguel Coimbra, o autor e realizador deste e do outro filme, que tinha que ser um 'actor' profissional. Agora que vi a performance do cão-actor e todo o enredo da história, cheia de pormenores e micro-detalhes que revelam a sensibilidade e a originalidade de quem filmou, realizou e editou, dou os parabéns a toda a equipa pela qualidade, pela inspiração, pelo suplemento de ternura, pela surpresa e ... pela contratação do cão improvável. Grande pinta, excelente trabalho! Adoro o cão dentro do autocarro, mais o instante de dúvida que fica no ar quando uma caniche elegante se atravessa no seu caminho, e outros frames tão divertidos como inesperados que fazem a diferença nesta história de amor contada em apenas um minuto. 
publicado por Laurinda Alves às 23:43
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 8 de Maio de 2012
Escolas na Assembleia da República

É giro andar pelos corredores e escadarias da Assembleia da República nos dias em que estão povoados de estudantes, de adolescentes que se sentam no chão, se derramam pelos sofás e usam o espaço como se estivessem em casa. A escala monumental dos átrios e claustros fica ainda mais humana, instantaneamente mais alegre e mais vivida. Acho que os políticos também devem gostar deste suplemento de vozes e risos que entram na sua esfera quando chegam os alunos das escolas que visitam a AR.

publicado por Laurinda Alves às 09:18
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 25 de Abril de 2012
Um faquir no Chiado

O Chiado continua a ser um movimento perpétuo, um desfile de multidões e um imenso palco para músicos e artistas de rua. Há de tudo aqui, até faquires que se sentam sobre pregos enormes, muito afiados. A performance desta vez exigiu silêncio e muita concentração. Assisti ao antes, ao durante e ao depois, e também fiquei impressionada. Era impossível não ficar. Agora olho para a fotografia e vejo que até do alto da sua estátua o próprio Chiado, ou melhor António Ribeiro, taverneiro quinhentista proprietário do estabelecimento que deu origem ao nome do Bairro, parece olhar com espanto para o faquir. Neste 25 de Abril, em que se celebra tanta coisa entre tanta polémica, e em que todos recebemos a notícia da morte de Miguel Portas com a dor e a perplexidade com que sempre acolhemos as perdas prematuras, os artistas de rua não param e a vida continua. É estranho e é fascinante, mas é mesmo assim. 

publicado por Laurinda Alves às 00:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 19 de Abril de 2012
Novidades para breve, para muito breve!

Estou a começar um novo projecto profissional com a Fundação Calouste Gulbenkian e apetece-me imenso falar sobre ele, mas ainda é cedo e por isso deixo aqui este post-it mental ilustrado, por assim dizer, para sublinhar um tema que me enche de entusiasmo e ideias. Em breve poderei dizer mais coisas e explicar tudo com detalhe. Para já posso garantir que este projecto é uma excelente notícia para as pessoas, organizações e instituições ligadas a iniciativas construtivas que marcam a paisagem nacional e resgatam a confiança deste país! Estou a falar de iniciativas em todas as áreas possíveis e imaginárias, ainda por cima...  

publicado por Laurinda Alves às 00:01
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
.pesquisar
 
.Feitos em Portugal

Feitos em Portugal

.tags

. todas as tags

.portugueses sem fronteiras
.posts recentes

. TEDx Aveiro: imperdível n...

. BOAS NOTÍCIAS: O BENTO AM...

. O silêncio também mata e ...

. Precisamos de aprender a ...

. SE BEBERES NÃO CONDUZAS !

. Momentos únicos

. Copa de Verano

. Al Jarreau, um músico ter...

. Assinei petição internaci...

. Podemos salvar vidas!

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds