Terça-feira, 26 de Fevereiro de 2013
Os improvisos de Gabriela Montero

 

Fui com o meu filho ao recital de piano que Gabriela Montero, venezuelana, deu esta noite na Gulbenkian. Ele voltou hoje de fora e como o voo se atrasou só conseguimos assistir à segunda parte do concerto. Ficamos com o melhor: os improvisos de uma pianista virtuosa, apaixonada e particularmente dotada para improvisar a partir de notas soltas e músicas mais ou menos populares e conhecidas. Não sei de nenhum outro músico clássico capaz destes improvisos, mas sei que a noite foi uma alegria e cada improviso um poema. Gabriela Montero deu o seu primeiro concerto público aos 5 anos de idade em Caracas e quando completou 8 anos o governo venezuelano atribuiu-lhe uma bolsa para poder estudar nos EUA. Recebeu o seu primeiro prémio aos 12 e interpretou com a Orquestra Sinfónica de Cincinnati o primeiro concerto para piano de Tchaikovsky. Gravou para a EMI Classics um duplo CD com obras de Rachmaninov, Chopin, Liszt, Granados, Ginastera e Scriabine e ainda um disco de improvisações sobre temas clássicos que diz muito sobre este seu dom do improviso que é, afinal, parte substantiva e inspiradora da sua actividade artística. Fiquei na primeira fila, no lugar de uma amiga cirurgiã que estava a operar esta noite, e foi um privilégio e uma beleza ver e ouvir Gabriela Montero tocar e falar. Gostei particularmente da alegria e paixão com que toca.

publicado por Laurinda Alves às 00:35
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Um Jeito Manso a 26 de Fevereiro de 2013 às 00:57
Tem graça, Laurinda, pois acabei de escrever uma coisa lá no meu canto e, para acabar e um bocado a despropósito, acabei com uma improvisação de Gabriela Montero dedicando-a aos que, como eu, não puderam ir vê-la à Gulbenkian. Agora chego aqui e leio estas suas palavras. Deve ter sido uma coisa do além, imagino.

Sorte a sua, ver uma coisa quase mágica ao lado do seu filho. Um abraço!
De António Brazão a 26 de Fevereiro de 2013 às 20:36
Olá Laurinda!
Não conhecia a Pianista. Vou tratar de a "ouvir".
O Piano lembra-me sempre a frase de Chopin, quando dizia que um pianista deve ser capaz de "cantar com os dedos"!

Vejo que a GabrielaMontero deixaria Chopin orgulhoso!

Abraço e seja feliz!

António Brazão.

Comentar post

.pesquisar
 
.Feitos em Portugal

Feitos em Portugal

.tags

. todas as tags

.portugueses sem fronteiras
.posts recentes

. MUITO OBRIGADA A TODOS PE...

. CURSOS DE COMUNICAÇÃO NO ...

. Curso de Comunicação adia...

. Se tiver quorum ainda dou...

. O BENTO E A CARMO HOJE EM...

. HOJE NO PORTO: SOBREVIVER...

. MÃES QUE NÃO CHEGAM A VER...

. Esta miúda vai longe!

. Alegria!

. Ladrões e cavalheiros

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds