Domingo, 4 de Abril de 2010
Hoje, dia de Páscoa, também celebro uma data especial

 

Dia 4 do 4. Esta data ficou para sempre marcada na minha vida porque foi a 4 de Abril que comecei a trabalhar na RTP. Tinha 18 anos, estava na Universidade, em Comunicação Social, e no Verão anterior tinha respondido por graça a um anúncio que saiu no Expresso. Concorri com mais 2.000 pessoas porque naquela altura trabalhar em televisão, e numa empresa como a RTP, era a aspiração de muitos. Fui seleccionada, fiz várias provas e fui passando em todos os testes. Fiquei em 3º lugar e fui chamada para a entrevista final. No dia da entrevista ainda só tinha 17 anos e lembro-me de ter ficado intimidada com um júri solene de 5 pessoas que me faziam perguntas de toda a natureza mas, acima de tudo, de cultura geral. No fim, o presidente do júri declarou: "Muito bem, gostamos muito de si e está muito bem classificada, mas não a podemos admitir nesta empresa porque ainda só tem 17 anos." Tive um dos maiores sobressaltos da minha vida porque todo o processo de admissão tinha sido muito exigente e eu sabia que me tinha corrido tudo bem e nem sequer me tinham falado da idade, apesar de estar expressa nos meus documentos de candidatura. O silêncio que se seguiu a esta declaração do júri foi, para mim, uma eternidade mas deve ter sido apenas uma fracção de segundo pois ele retomou a palavra e disse:" Mas nós queremos muito admiti-la e, por isso, vamos esperar que faça 18 anos!". E esperaram. E eu, que faço anos a 1 de Dezembro, também esperei pelo dia 4 de Abril do ano seguinte. E foi assim que comecei a trabalhar a 4.04.80 Ou seja há 30 anos! Hoje, dia de Páscoa, celebro com a minha família uma data especial.

 

 

Só depois de ter feito um estágio de dois anos no Telejornal é que obtive a carteira profissional. Guardo esta minha carteira velhinha e gostava de nunca a perder porque ela me lembra um tempo absolutamente inaugural e marcante na minha vida. Também guardo a memória dos que acreditaram em mim e esperaram por mim, e confesso que a atitude daquele júri determinou toda a minha atitude profissional. Quando criei a XIS, por exemplo, escolhi pessoas que nunca tinham escrito ou não eram jornalistas sequer, mas deram provas de que eram capazes. E foram. Ou seja, nunca me arrependi de acreditar nos outros e de esperar por eles. Esta carteira já não está actualizada e não só a fotografia já tem 30 anos, como eu ainda não tinha adoptado como nome profissional Laurinda Alves. Uso o apelido da minha mãe por ser uma conjugação mais fácil para dizer em directo, nas reportagens do Telejornal, do que o meu primeiro e último nomes. Laurinda Fernandes eram duas palavras que me faziam 'tropeçar' e como eu era muito, muito tímida, resolvi começar por encontrar a combinação mais fácil do meu nome e apelido. Se hoje deixo aqui esta longa partilha é porque realmente esta data e estes trinta anos me marcam extraordinariamente e me enchem de alegria e gratidão. Era impossível não falar disto, hoje. Uma Páscoa feliz para todos! A minha é duplamente celebrada...  

publicado por Laurinda Alves às 11:09
link do post | comentar | favorito
30 comentários:
De João Nuno a 4 de Abril de 2010 às 14:15
Querida Laurinda,

Li, há algum tempo atrás, que as pessoas que nunca sentiram necessidade de silêncio não conseguem estar em silêncio. Nesta Páscoa, altura para mim de recolher, desejo-lhe momentos de silêncio profundo, de modo a que o interior se alimente de alma viva em começos novos!
PÁSCOA FELIZ E UM ABRAÇO
João Nuno
http://joaonunomb.spaceblog.com.br
De Laurinda Alves a 4 de Abril de 2010 às 23:54
Querido João Nuno, eu era incapaz de viver sem silêncio e, daí, a minha necessidade de retiros anuais mas, também, do silêncio do fim de cada dia. Sempre que posso faço silêncio em Sta Isabel, nas missas de fim de tarde, e é ali que junto o que anda disperso em mim ao longo do dia. Há quem precise do ginásio, eu preciso do silêncio e do recolhimento. É aí que me encontro e regenero. Abraço enorme.
De Anónimo a 4 de Abril de 2010 às 16:51
Querida Laurinda uma data duplamente especial e feliz!!!Santa Páscoa e parabens neste dia importante na sua vida.gd bjnh Nicha Tojal
De Laurinda Alves a 4 de Abril de 2010 às 23:55
Pode crer, Nicha! Grande beijinho e obrigada pela presença sempre tão querida :)
De sao neto a 4 de Abril de 2010 às 18:52
Feliz Páscoa e parabéns pela sua carreira de jornalista...foi bom o júri não se ter esquecido de si, pois ganhamos uma jornalista atenta e Humana! Obrigado
De Laurinda Alves a 4 de Abril de 2010 às 23:56
Obrigada, eu, São Neto. Um abraço enorme. acho que é a primeira vez que falamos. É, não é?!
De sao neto a 5 de Abril de 2010 às 11:52
Já comentei uma ou duas vezes o seu blog e a Laurinda respondeu uma vez a propósito das entrevistas que anda a fazer. Um grande abraço e continuação de bom trabalho, inspiração e alegria.
De Carocha Acelereda a 4 de Abril de 2010 às 20:41
Querida Laurinda,
Muitos Parabéns pelos 30 anos de carreira!
Parece impossível que já lá vão tantos anos, tantas páginas, tantas reportagens, tantas entrevistas e tudo sempre perfeito. Perfeito pela sua sensibilidade, pela grande pessoa que é, por tudo o que põe em tudo o que faz e por toda a gentileza, respeito e valores que tem. Sigo o que faz desde o tempo da RTP, passando pelo Independente, pela Xis (que tanta falta faz)… e hoje, quando vi o seu post , pensei “é hoje!”. É hoje que lhe agradeço por tudo o que me ensinou, é hoje que finalmente lhe digo que o mundo é melhor graças ao seu contributo. Muito obrigada por tudo e que o universo lhe reserve pelo menos mais 30 anos de carreira, cheios de inspiração e histórias para contar; e muitos anos de vida cheios de livros e flores lindas e cheias de aroma a enfeitar o seu espaço.
Um grande bem-haja!
De Laurinda Alves a 4 de Abril de 2010 às 23:57
Carocha acelerada é um nome muito divertido! Obrigada pelas suas palavras e pelos votos de mais trinta anos de bons livros e muitas flores frescas nas jarras. Adorei a sua atenção aos meus detalhes. Quanto a mais trinta anos de trabalho, venham eles! Abraço enorme.
De Marcolino a 4 de Abril de 2010 às 20:52
Querida Laurinda!
Obrigado por mais esta sua partilha, retratando um passado iniciático, na Comunicação Social, humanizando, ainda mais, a sua presença diária, plena de afectos, neste seu Blogue, tornando-a ainda mais doce.
Abraço
Marcolino
De Laurinda Alves a 4 de Abril de 2010 às 23:59
Querido Marcolino, que saudades que eu já tinha do diálogo consigo! Espero que esteja a correr tudo pelo melhor. Obrigada pelas palavras de estímulo sempre. Abraço!
De Marcolino a 5 de Abril de 2010 às 00:07
Querida Laurinda,
Tenho estado bastante entretido, a ensinar, gente bastante jovem, 10 a 12 anos, a gerir os seus futuros blogues, quiçá futuros jornalistas intervencionistas.
Há que os incentivar a ter voz escrita!
Enquanto puder fá-lo-ei em regime de voluntariado!
Uma boa semana!
Abraço
Marcolino
De Anónimo a 4 de Abril de 2010 às 22:26
Abençoado juri !
Obrigada por existir, Laurinda !
De Laurinda Alves a 4 de Abril de 2010 às 23:59
Muito querido e muito generoso, este comentário. Um abraço assinado para um(a) amigo(a) anónimo(a)!
De Ana Cristina Barbosa a 4 de Abril de 2010 às 23:39
Laurinda Fernandes é a Laurinda que eu conheço, boa jogadora de basket, uma das que ajudava a nossa turma a ganhar todos os jogos! Gosto de passar volta e meia aqui neste teu blog, ajuda-me a lembrar o passado, é bom! Beijinhos
De Laurinda Alves a 5 de Abril de 2010 às 00:01
Que saudades do nosso tempo do basket! Foram tempos irrepetíveis... Que bom estares por aqui, Ana Cristina. Beijinhos com abraço e a nostalgia de um tempo muito feliz e cúmplice.
De jonasnuts a 4 de Abril de 2010 às 23:53
Este post está em destaque na Homepage do SAPO, tab "Mulher". Parabéns, Laurinda :)
De Laurinda Alves a 5 de Abril de 2010 às 00:37
Obrigada, querida Jonas. Acredite que é uma data mesmo especial! Há 30 anos era inimaginável pensar em mim com mais este tempo de vida e de profissão... Agora olho para o meu filho, que tem exactamente a idade que eu tinha na altura, e dou connosco em conversas profundas sobre o sentido das escolhas e as surpresas da vida. Giro, tudo isto! E o melhor é que ao contrário do que eu teria pensado se, por acaso, tivesse conseguido imaginar-me aos 18 com mais trinta anos, é que ainda não estou velha-acabada. Risos e abraços! Obrigada pelo destaque, também. Acho um privilégio.
De jonasnuts a 5 de Abril de 2010 às 00:43
O privilégio é nosso, por partilhá-lo connosco :)

Um abraço.
De solnocoracao a 5 de Abril de 2010 às 00:05
Querida Laurinda,
não imagina como eu gosto desse júri e lhe sou grata. E como gosto de si e agradeço por existir!
Parabéns por ser quem é e pelo dia de hj e Santa Páscoa. Continue por perto...
De Laurinda Alves a 5 de Abril de 2010 às 00:38
Maluca! Maluca querida, note. :) Abraço. Obrigada, eu!
De Salomão a 5 de Abril de 2010 às 00:23
"Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida..."
"Eu sou a luz do mundo..."
"Eu sou a ressurreição e a vida..."
"Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; eu não vo-la dou como o mundo a dá. Não se perturbe o vosso coração, nem se atemorize."
Yeshua

fique em paz.abraço.
De Laurinda Alves a 5 de Abril de 2010 às 00:39
Um abraço, Salomão. E um tempo de Páscoa muito feliz e cheio de paz interior e exterior.
De Salomão a 5 de Abril de 2010 às 00:48
"...nunca me arrependi de acreditar nos outros e de esperar por eles."

grato Laurinda.

Comentar post

.pesquisar
 
.Feitos em Portugal

Feitos em Portugal

.tags

. todas as tags

.portugueses sem fronteiras
.posts recentes

. MUITO OBRIGADA A TODOS PE...

. CURSOS DE COMUNICAÇÃO NO ...

. Curso de Comunicação adia...

. Se tiver quorum ainda dou...

. O BENTO E A CARMO HOJE EM...

. HOJE NO PORTO: SOBREVIVER...

. MÃES QUE NÃO CHEGAM A VER...

. Esta miúda vai longe!

. Alegria!

. Ladrões e cavalheiros

.arquivos
.mais sobre mim
.subscrever feeds